sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Ensaio geral deu empate

O plantel orientado por Vítor Oliveira arrancou um empate (2-2) no jogo-treino de ontem, em Vizela, frente à equipa local. Os golos do Aves foram da autoria de Rabiola e Pedro Pereira.

Um particular, de resto, em que o responsável avense aproveitou para dar minutos de rodagem a todos os atletas à disposição no plantel, bem como para testar algumas das soluções que pretende aplicar no encontro de domingo, frente ao Olhanense, a contar para a Taça da Liga.

No que diz respeito à reestruturação em curso na equipa, de referir que os quatro jogadores dispensados continuam a trabalhar juntamente com o plantel e estão a ser desenvolvidos esforços no sentido de garantir colocações.

Por outro lado, os responsáveis avenses encontram-se a analisar as soluções existentes no mercado no sentido de dotar o grupo com mais um trinco, um extremo e um avançado. Elementos que Vítor Oliveira entende serem essenciais para manter no horizonte a corrida pela promoção à Liga. Mercado nacional e privilégio a jogadores do escalão principal são as prioridades que têm levado os dirigentes a abordar várias entidades.

Fonte: Record, Ensaio geral deu empate

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Rigor condiciona as contratações

O processo de remodelação do plantel do Aves poderá ficar-se pelas quatro dispensas já anunciadas. “Apenas contrataremos os três jogadores que pretendemos [médio-defensivo, extremo e ponta-de-lança] se aparecerem boas opções no mercado, a preços acessíveis. Caso contrário, até pode não entrar ninguém”, revela Armando Silva. O dirigente defende que o clube “não pode perder-se em loucuras” em janeiro. “Temos um orçamento para respeitar. As quebras nos patrocínios são acentuadas e cada vez temos menos apoios, o que nos condiciona”, acrescentou o líder.

Fonte: Record, Rigor condiciona as contratações

Dispensados ainda no plantel

Enquanto não se encontra uma solução, que pode passar por empréstimo ou rescisão no caso de Fary e Éder Diego, os atletas dispensados por Vítor Oliveira continuam a trabalhar sob as ordens do técnico, que prepara a recepção ao Olhanense, em jogo relativo à Taça da Liga, a disputar domingo à tarde, na Vila das Aves.
Aliás, para a partida com os algarvios a Direcção presidida por Armando Silva definiu que todos os sócios, inclusive de camarotes, terão de pagar um bilhete de cinco euros. O preço para o público está fixado em 10 euros.

Fonte: Abola, 28 de Dezembro de 2010

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Ex. Avense assina pelo Braga

O Sporting de Braga oficializou a contratação de Vinicius (ex-Olhanense) como o primeiro reforço de inverno, tendo o médio brasileiro, de 24 anos, assinado contrato até 2013/2014 pelo vicecampeão da Liga.

O "trinco" brasileiro chegou a Portugal na temporada 2004/2005, para representar o FC Porto "B", tendo depois passado pelo Nacional, União da Madeira, Desportivo das Aves e Olhanense.

Fonte: Record, Brasileiro Vinicius é reforço

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Plantel reunido ao almoço



O grupo trabalho avense reuniu-se hoje ao almoço, último encontro antes da partida para as mini-férias natalícias.

O plantel esteve reunido no restaurante Pirâmides do Egipto, em São Martinho do Campo, num almoço que contou com todos os elementos do grupo de trabalho e que serviu para estreitar laços antes da quadra natalícia.



Fonte: A Bola, Plantel reunido ao almoço

Quatro jogadores dipensados

O Desportivo das Aves, 12.º da Liga Orangina, anunciou esta quarta-feira a dispensa dos médios Tiago e Éder Diego e dos avançados Xano e Fary, e revelou a intenção de contratar três jogadores.

Dos quatro atletas, apenas Éder Diego vinha sendo aposta mais ou menos regular, ainda que, na maioria das vezes, para entrar durante as partidas.

À agência Lusa, o presidente da comissão administrativa do clube avense, Aramando Silva, revelou ainda a intenção de reforçar o plantel na reabertura do mercado, em janeiro, com um trinco, um extremo para a ala esquerda (as grandes prioridades) e um ponta de lança.

O plantel, equipa técnica, direção e restante staff reuniram-se esta quarta-feira num almoço natalício que deu início a um curto período de férias.

O Desportivo das Aves retoma os trabalhos no dia 27 para preparar a receção ao Olhanense, da primeira jornada do grupo B, da fase 3 da Taça da Liga.

Fonte: Record, Quatro jogadores dipensados

Aves defronta Ribeirão antes das miniférias

O Aves recebe hoje o Ribeirão, em jogo-treino que antecede um curto período de férias natalícias. O regresso ao trabalho está agendado para a próxima segunda-feira, altura em que o técnico Vítor Oliveira e o presidente Armando Silva vão abordar a necessidade de reforçar o plantel na reabertura do mercado. Em relação ao departamento médico, Xano e Sérgio Carvalho continuam a ser os únicos clientes.

Fonte:Ojogo, Aves defronta Ribeirão antes das miniférias

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

domingo, 19 de dezembro de 2010

Aves-Leixões, 2-2: Reviravolta não consumada

O D. Aves e o Leixões empataram este domingo a 2 golos na Vila das Aves, num jogo de futebol bem disputado e emotivo, a contar para a 11.ª jornada da Liga Orangina.

A equipa orientada por Vítor Oliveira, antigo treinador e diretor desportivo do clube de Matosinhos, esteve a perder, deu a volta ao marcador com o forte contributo de Tozé Marreco, avançado que entrou na 2.ª parte, e deixou-se empatar, num resultado que a penaliza mais, porque teve mais e melhores oportunidades de golo, mas acaba por ajustar-se.

A toada da primeira parte foi de equilíbrio, mas o Leixões foi mais eficaz e aproveitou a sua oportunidade , aos 31 minutos, Oliveira apareceu nas costas de Marco Airosa, após centro da direita, e rematou de pronto, enquanto o Desportivo das Aves viu Ricardo fazer uma grande defesa e impedir o golo a Rabiola (20’).

Vítor Oliveira mexeu na equipa logo no início do segundo tempo, colocando Tozé Marreco e retirando o defesa central Tiago Valente e a ação do avançado foi fundamental.

Nos segundos iniciais, arrancou um centro da esquerda, Rabiola desviou ao primeiro poste para defesa incompleta de Ricardo e Vasco Matos surgiu a empurrar facilmente para o fundo da baliza.

Cinco minutos depois, novamente os dois avançados em evidência, agora com Rabiola a cruzar e Tozé Marreco, no coração da área, a cabecear de cima para baixo, consumando a cambalhota no marcador.

O Leixões passou a pressionar mais o último reduto avense e obrigou Hélder Godinho a duas boas defesas, a remates de Laranjeiro (55’) e Oliveira (58’).

Aos 60 minutos, Rabiola falhou o que parecia fácil, a emenda a poucos metros da baliza após centro de Marco Airosa, e, aos 72’, o Leixões chegaria mesmo ao empate: a defesa avense esqueceu-se de Feliciano no meio da área e este fuzilou as redes defendidas por Hélder Godinho.

Num último fôlego do Aves, Tozé Marreco ainda cabeceou à barra (88’), após centro de Marco Cláudio, mas o resultado não mais se alteraria.

Jogo no Estádio do Clube Desportivo das Aves, na Vila das Aves.

D. Aves: Hélder Godinho, Marco Airosa, Tiago Valente (Tozé Marreco 46’), João Pedro, Vítor Vinha, Gonçalo, Lourenço, Júlio César, Vasco Matos (Marco Cláudio 76’), Luisinho (Pedro Cervantes 85’) e Rabiola.

Suplentes: Rui Faria, Grosso, Nelson Pedroso, der Diego, Marco Cláudio, Pedro Cervantes e Tozé Marreco

Leixões: Ricardo, Jean Sony, Nuno Silva, Danilo, Laranjeiro, Cauê, Ruben (Feliciano 54’), Oliveira, Fábio Espinho (Tales 77’), Rui Pedro e Tiago Cintra.

Suplentes: Paulo Ribeiro, Tininho, Tales, Zé Pedro, Pedro Santos, Feliciano e Seabra

Árbitro: Duarte Gomes (Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Danilo (22’), Tiago Valente (27’), Tiago Cintra (45’) e Oliveira (90’+2).

sábado, 18 de dezembro de 2010

Vítor Vinha e Pedro Cervantes chamados para o Leixões

Os regressos de Vítor Vinha, Pedro Cervantes e Marco Cláudio são as principais novidades nos convocados do D. Aves para a receção ao Leixões, domingo, da 11.ª jornada da Liga Orangina.

Os três jogadores recuperaram das respetivas lesões e podem, assim, voltar a ser opção para o treinador avense, Vítor Oliveira.

Em sentido inverso, Pedro Pereira (lesionado), Leandro e Tiago, por opção, ficaram de fora da convocatória para a receção à equipa de Matosinhos.

Ainda lesionados continuam Fary, Sérgio Carvalho e Xano.

O Desportivo das Aves é 11.º, com 12 pontos (e mais um jogo), enquanto o Leixões ocupa a terceira posição, com 16.

O jogo realiza-se no Estádio do Clube Desportivo das Aves, a partir das 15 horas de domingo, e será arbitrado por Duarte Gomes, de Lisboa.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Hélder Godinho e Rui Faria.

Defesas: Marco Airosa, Tiago Valente, Gonçalo, João Pedro, Nélson Pedroso e Vítor Vinha.

Médios: Grosso, Lourenço, Marco Cláudio, Pedro Cervantes, Éder Diego, Júlio César e Luisinho.

Avançados: Tozé Marreco, Vasco Matos e Rabiola.

Fonte:Record, Vítor Vinha e Pedro Cervantes chamados para o Leixões

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Presidente diz que vai regularizar dívida ao Algueirão

O presidente do Desportivo das Aves, Armando Silva, revelou esta quinta-feira que o clube vai regularizar nos próximos dias a dívida para com o Recreios Desportivos do Algueirão que o impede de inscrever jogadores.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol divulgou também esta quinta-feira um comunicado em que informa que o Desportivo das Aves, 11.º classificado da Liga Orangina, está impedido "de registar novos contratos de jogadores seniores masculinos ou jogadores aptos a participar nesta categoria, bem como renovar os já existentes".

Em causa está uma dívida de cerca de 10 mil euros ao clube do concelho de Sintra pelos direitos de formação do jogador Sami, que representou os avenses na temporada 2008/09 e que passou igualmente pela formação do Benfica.

Segundo Armando Silva, o avançado, natural da Guiné-Bissau e que representa atualmente o Marítimo B, apresentou "documentação falsa" que garantia "que o Algueirão prescindia dos direitos de formação".

"Recorremos da decisão inicial, mas agora vamos regularizar rapidamente essa dívida", assegurou, informando ainda que o clube interpôs um processo em tribunal contra Sami.

Fonte: Record, Presidente diz que vai regularizar dívida ao Algueirão

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

FPF impede Nacional e Olhanense de registar novos contratos

Em causa, para os dois clubes da Liga Zon Sagres e, ainda para o Desp. Aves, da Liga Orangina, a falta de pagamento de "indemnização de formação desportiva e juros" a outros clubes.
O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) divulgou, em comunicado, que Nacional, Olhanense e Desp. Aves estão impedidos de "registar novos contratos jogadores seniores masculinos ou jogadores aptos a participar nesta categoria, bem como renovar os já existentes" devido a irregularidades particulares.

O emblema madeirense está assim impedido de realizar novas contratações por "não se mostrar efectuado o pagamento da indemnização de formação desportiva e juros respectivos ao Grupo Desportivo do Estreito, bem como de outras importâncias (multa e 1 UC) devidas à FPF".

Já os algarvios, por seu turno, têm pendente uma dívida do mesmo género ao Lixa, enquanto que o emblema da Liga Orangina tem ainda por saldar uma dívida ao Recreios Desportivos do Algueirão.

Fonte: RR, FPF impede Nacional e Olhanense de registar novos contratos

Espanha segue Vítor Vinha

As exibições de Vítor Vinha têm despertado atenções além-fronteiras, estando o lateral a ser seguido pelos espanhóis do Rayo Vallecano e do Recreativo de Huelva. Em Portugal, o Sp. Braga ainda não desistiu da sua contratação, bem como Portimonense e Rio Ave, clubes que estiverem em negociações com Vítor Vinha no último defeso. A Comissão Administrativa Avense está atenta a este dossiê, apesar de ainda não ter sido abordada formalmente por qualquer clube. O contrato que liga Vítor Vinha ao Aves termina no final desta época.

Fonte: Record, 16 de Dezembro de 2010

Baptiste sugerido

O senegalês Baptiste parece interessado em regressar a Portugal, onde já representou o Oliveira do Hospital, Vila Meã e Vizela. Desta feita, o Aves é uma possibilidade para o atacante de 23 anos, que em 2010 representou o Interclube de Luanda, treinado por Álvaro Magalhães. No entanto, no ataque avense já constam Fary, Tozé Marreco e Rabiola, não sendo, assim, um sector prioritário.

Fonte: Ojogo, Baptiste sugerido

Mércio pode ser reforço em Janeiro

Mércio pode estar de regresso ao futebol português e ao Aves, onde já esteve durante cinco temporadas e meia. Embora os responsáveis do emblema da Vila das Aves não admitam, para já, a necessidade de efectuar reajustes no plantel na reabertura do mercado, a verdade é que a campanha abaixo das expectativas no campeonato deixa perceber que uma incursão no mercado de Inverno é inevitável. Assim, o brasileiro Mércio é uma forte possibilidade para reforçar o meio-campo avense, uma vez que é um médio-interior muito ao gosto do técnico Vítor Oliveira.

Com 30 anos, o brasileiro vive a sua segunda aventura no Chipre, ao serviço do Olympiakos Nicosia, clube em que tem sido pouco utilizado. Em 15 jornadas que já leva o campeonato cipriota, o médio actuou apenas por oito vezes, das quais em apenas três foi titular. Face à escassa utilização, o seu regresso a Portugal e ao Aves pode acontecer já em Janeiro, sendo certo que para isso terá de conseguir a desvinculação do clube cipriota.

No sector mais recuado, o Aves gostaria de poder contar com Tengarrinha, central do FC Porto cedido ao Santa Clara. O defesa não tem sido tão utilizado como seria de esperar e, caso os dragões optem por recolocar o jogador, a Vila das Aves seria uma forte possibilidade como destino

Fonte: Ojogo, Mércio pode ser reforço em Janeiro

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Pedro Pereira não preocupa

A reavaliação efectuada ontem ao extremo Pedro Pereira não revelou qualquer lesão muscular grave. O atleta irá fazer trabalho condicionado até amanhã e deverá estar apto para o Leixões. Entretanto, Marco Cláudio, Pedro Cervantes e Vítor Vinha saíram da alçada do departamento médico avense e treinaram sem limitações.

Fonte: Ojogo, Pedro Pereira não preocupa

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Estágio terminou série negra

Apontado como candidato à subida de divisão no inicio da época, o Desportivo das Aves tem lutado, nos últimos tempos, por se manter à tona dos lugares de despromoção, mas pode ter ganho novo fôlego para voltar a atacar os lugares cimeiros da classificação.
A vitória em casa do líder Arouca - que ainda não havia perdido diante dos seus adeptos - constitui, por si só, uma proeza ao alcance de poucos, mas neste concreto ganha superior importância, já que a formação sob o comando de experiente treinador Vítor Oliveira vinha de uma má serie de resultados: cinco partidas sem vitórias, quatro para o campeonato, uma para a Taça da Liga, totalizando duas derrotas e três empates.
Esta sequência de jogos ameaçava ganhar contornos ainda mais preocupantes, mas no último fim-de-semana, os dirigentes decidiram impor o já velhinho 'black-out' e um estágio em Arouca, medidas que pareceram ter tido resultado prático em campo. Depois disso...regressaram a casa com três pontos muito importantes, ainda para mais conquistados em casa do líder.
Os comandados do técnico Vítor Oliveira começam, a partir de hoje, a preparar-se para o desafio da próxima ronda, com o Leixões, em casa, jogo que pode marcar a reconciliação definitiva com os adeptos e, mais importante, resultar objectivamente no regresso à luta pela subida, já que caso vença fica a apenas um ponto dos matosinhenses, actuais vice-líderes da prova.

Fonte: Abola, 14 de dezembro de 2010

Treinador refreia sonho da subida

Apesar da importante vitória no terreno do líder Arouca, Vítor Oliveira recusa entrar em euforias e falar de subida de divisão. Optando por uma postura mais cautelosa, o treinador do Aves só fará uma análise do que é, e poderá ser a equipa para o resto da época, após o jogo com o Leixões, na próxima jornada.

"É importante pensarmos jogo a jogo. Pois a situação em que nos encontrávamos antes do jogo com o Arouca era inaceitável. Não podemos estar a pensar a longo prazo", explicou Vítor Oliveira, que considera a partida com o Leixões importante a vários níveis. "Uma vitória no domingo será sintomático do que poderá ser o resto da temporada, bem como o contrário", esclareceu o treinador, que não olha para o reencontro com o Leixões de forma especial. "Não há qualquer diferença em relação aos restantes adversários. Sim, o Leixões é o clube do meu coração, mas será mais um jogo entre muitos outros que fiz na minha carreira", revelou Vítor Oliveira que só estabelecerá metas após o próximo fim-de-semana. "Depois do Leixões faremos uma análise ao plantel para decidir se vamos recorrer ao mercado e também quais os objectivos para esta época, que para já não vão além da permanência", concluiu.


Treino só para seis

Pedro Pereira será hoje reavaliado à lesão na coxa direita sofrida frente ao Arouca para saber se é recuperável para o Leixões, ou se acabará por se juntar ao sexteto entregue ao departamento médico. Entretanto, ontem houve treino para Pedro Cervantes, Marco Cláudio, Fary, Sérgio Carvalho, Xano e Vítor Vinha, que recuperam de lesões.

Fonte: Ojogo, Treinador refreia sonho da subida

Lesões

Pedro Pereira, que saiu lesionado na coxa do jogo com o Arouca, é hoje reavaliado. Marco Cláudio deve reintegrar os trabalhos depois da gripe.

Fonte: Record, 14 de dezembro de 2010

domingo, 12 de dezembro de 2010

Arouca-Aves, 1-3: Líder derrotado em casa

O Aves deu um passo importante na luta pela fuga aos lugares de despromoção, ao vencer em casa do líder Arouca por 3-1, em jogo antecipado da 12.ª jornada da Liga Orangina

A formação de Vila das Aves chegou ao intervalo a vencer por 2-1, tendo chegando aos 2-0 com golos de João Pedro, aos 14’, e Pedro Pereira aos 25’, tendo os anfitriões reduzido já nos descontos por Babanco.

Rabiola, aos 66 minutos, anotou o terceiro golo dos visitantes e garantiu os preciosos 3 pontos, deixando a sua equipa na 12.ª posição com 12 pontos, mais 3 do que o último classificado.

O jogo iniciou-se com um bom ritmo e repartido, pelo que não foi de estranhar o primeiro golo, anotado aos 14 minutos, através de um cabeceamento de João Pedro.

Em vantagem, o D. Aves pôde explorar o contra-ataque, e foi num lance desses que acabou por ampliar a vantagem, aos 25 minutos, através de Pedro Pereira, que correspondeu da melhor maneira a um cruzamento de Luizinho.

As esperanças da equipa da casa em atingir um resultado positivo renasceram mesmo um cima do intervalo, quando Babanco, na cobrança de um livre, reduziu a diferença.

Os anfitriões entraram melhor na 2.ª parte e partiram em busca da igualdade, mas estiveram mal na finalização, aproveitando-se disso o D. Aves, que, aos 66 minutos, através de um excelente remate de Rabiola, sentenciou a partida.

Jogo no Estádio Municipal de Arouca.

Arouca: Pedro Soares, Steven, William, Kiko, Hernâni (Paulinho, 46), Diogo, Babanco, Jorge Leitão, Hélder Silva (Nené 86’), Jeremie e Edú Souza (Hugo Monteiro 66’).

Suplentes: Filipe, Hugo Cruz, Fernando, Paulinho, Nené, Hugo Monteiro e André Soares

D. Aves: Hélder Godinho, Tiago Valente, Lourenço (Grosso 78’), Pedro Pereira (Vasco Matos, 36), Rabiola (Tozé 73’), Gonçalo, Luizinho, João Pedro, Marco Airosa, Nelson e Júlio César.

Suplentes: Rui Faria, Leandro, Gresso, Vasco Matos, Éder Diego, Tozé e Tiago

Árbitro: João Ferreira (Setúbal).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Steven (41’), Nelson (44’), Jeremie (82’) e Grosso (90’).

Vítor Vinha e Marco Cláudio falham Arouca

As saídas de Vítor Vinha e Marco Cláudio, lesionados, são as principais ausências dos convocados do Desportivo das Aves para a deslocação ao terreno do Arouca, em jogo antecipado da 12.ª jornada da Liga Orangina.

O defesa esquerdo, Vítor Vinha, era um dos titulares indiscutíveis da equipa, mas lesionou-se no jogo com o Freamunde e é uma baixa importante para o treinador, Vítor Oliveira.

Nota ainda para o regresso de Tiago Valente, que cumpriu um jogo de suspensão na última jornada, e deve voltar diretamente para o "onze" avense em Arouca.

O jovem médio Tiago também foi chamado pelo técnico, que não pode contar ainda com os lesionados Fary, Pedro Cervantes, Sérgio Carvalho e Xano.

O Desportivo das Aves é 15.º e penúltimo classificado, com nove pontos, enquanto o Arouca lidera o campeonato, com 17.

O jogo tem lugar no Estádio Municipal de Arouca, às 15 horas de domingo, e será arbitrado por João Ferreira, de Setúbal.

Convocados:

Guarda-redes: Hélder Godinho e Rui Faria
Defesas: Leandro, Marco Airosa, Tiago Valente, Gonçalo, João Pedro e Nélson Pedroso
Médios: Grosso, Lourenço, Pedro Pereira, Éder Diego, Júlio César, Tiago e Luisinho
Avançados: Tozé Marreco, Vasco Matos, Rabiola

Fonte:Record, Vítor Vinha e Marco Cláudio falham Arouca

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Vítor Vinha em dúvida para Arouca

Vítor Vinha, que contraiu uma entorse no último jogo do Desportivo das Aves (deslocação a Freamunde) está em dúvida para a receção ao líder da Liga Orangina, Arouca.

Mantém-se assim a lesão no tornozelo direito, sendo a ausência do defesa esquerdo uma forte possibilidade, tornando-se assim numa enorme dor de cabeça para o técnico Vítor Oliveira.

Recorde-se que Vinha, que aos 24 anos é um dos jogadores mais cobiçados no plantel, lesionou-se ainda na 1.ª parte do jogo com o Freamunde mas permaneceu em campo durante toda a partida, o que poderá ter contribuido para a gravidade da lesão.

O jogo Arouca-Aves, relativo à 12.ª jornada da Liga Orangina, foi antecipado para o próximo sábado, 12 de dezembro.

Fonte: Record, Vítor Vinha em dúvida para Arouca

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Reforço do plantel em estudo

A direção estuda a possibilidade de ir ao mercado em janeiro para reforçar o plantel. No entanto, a análise das necessidades fica para mais tarde, já que a prioridade da comissão administrativa liderada por Armando Silva passa por retirar o clube dos lugares de despromoção.

Segurar os jogadores mais importantes na manobra da equipa, como é o caso do lateral-esquerdo Vítor Vinha, um dos jogadores com mais mercado, é também outro objetivo.

Fonte: Record, Reforço do plantel em estudo

Vítor Oliveira não supera média de Micael Sequeira

Posicionado na zona de descida, o Aves mantém, por enquanto, o estatuto de desilusão da época e a mudança de treinador ainda não se reflectiu na conquista de pontos. Observando o desempenho na era Micael Sequeira, a equipa alcançou quatro pontos noutros tantos jogos do campeonato, dando uma média de um por jornada. Vítor Oliveira, que entrou após a derrota com o Gil Vicente, leva já seis jogos no comando do Aves, tendo conquistado cinco pontos, 0,8 por ronda. Para a falta de vitórias tem contribuído a pouca eficácia ofensiva e, claro, o apagão de Rabiola. Sempre que o avançado marcou a equipa não perdeu, mas o jogador cedido pelo FC Porto está em branco há três jornadas.

Fonte: Ojogo, Vítor Oliveira não supera média de Micael Sequeira

domingo, 5 de dezembro de 2010

Freamunde-D. Aves, 1-0: Tó Figueira em destaque

Uma grande exibição do guarda-redes Tó Figueira garantiu este domingo uma importante vitória ao Freamunde face ao D. Aves (1-0), num jogo de aflitos da 10.ª jornada da Liga Orangina, marcado por uma arbitragem polémica.

O leiriense Olegário Benquerença não esteve à altura do estatuto de árbitro internacional, deixando dúvidas nas duas grandes penalidades assinaladas, uma para cada lado, parecendo também exagerada a amostragem do segundo cartão amarelo a Marco Matias, que deixou o Freamunde a jogar com 10 mais de meia hora.

Num jogo disputado debaixo de muita chuva, em especial no primeiro tempo, valeu o remate certeiro do capitão freamundense Bock, aos sete minutos, na cobrança de uma grande penalidade, a dar vantagem aos anfitriões, que Tó Figueira ajudou a segurar com quatro enormes defesas.

O guarda-redes dos locais começou a brilhar bem cedo no jogo, logo aos 11 minutos, quando defendeu o remate denunciado de Rabiola na cobrança de uma grande penalidade, a quem voltou a negar o golo por mais duas vezes no mesmo lance, aos 34 minutos, repetindo o que já fizera três minutos antes, aos 30, a João Pedro.

Com a expulsão (pareceu exagerada) de Marco Matias, já no segundo tempo, aos 56 minutos, o treinador do Aves reforçou o ataque, mas Rabiola e Tozé Marreco não foram felizes nos remates, podendo queixar-se do mesmo Pedro Pereira, quando acertou na trave, aos 81 minutos.

O Aves adaptou-se melhor ao terreno pesado, mas a sua vantagem traduziu-se apenas no maior tempo de posse de bola e no maior número de remates à baliza, face a um adversário que foi gerindo a vantagem como podia, acabando o encontro remetido à sua área.

Com este resultado, o Freamunde passa a somar 11 pontos, dando um pequeno passo em frente na classificação, enquanto o D. Aves, que podia ter conseguido outro resultado, mantém nove pontos e caiu na zona de descida.

Jogo no Complexo Desportivo do Freamunde

Freamunde-D. Aves, 1-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcador: 1-0, Bock, 7 minutos (gp)

Freamunde: Tó Figueira, Raviola, Luís Pedro, Hélder Sousa, Sérgio Nunes, Alonso, Luiz Carlos (Tarcísio, 58), Junior Maranhão, Marco Matias, João Rodrigues (Maciel, 71) e Bock (Ostolaza, 78).

D. Aves: Hélder Godinho, Marco Airosa (Tozé Marreco, 59), João Pedro, Gonçalo, Vítor Vinha, Júlio César, Marco Cláudio (Vasco Matos, 74), Lourenço, Pedro Pereira, Luisinho e Rabiola.

Árbitro: Olegário Benquerença (Leiria).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Gonçalo (6), Luiz Carlos (10), Sérgio Nunes (11), Marco Matias (30 e 56), Pedro Pereira (32), Tarcísio (80) e Júlio César (90+4). Expulsão por acumulação de cartões amarelos para Marco Matias (56).

Assistência: 200 espectadores.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Acabou crise de laterais

Os laterais Leandro e Marco Airosa estão de regresso aos trabalhos sem limitações no Aves. Anteontem, os jogadores participaram, inclusive, no jogo-treino em Gondomar. Já o médio Pedro Cervantes e o central Sérgio Carvalho continuam condicionados.

Fonte: Ojogo, Acabou crise de laterais

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Bom ensaio com o Gondomar

Preparando a difícil deslocação a Freamunde, o Desportivo das Aves apostado em recuperar terreno para os lugares cimeitos, realizou um jogo-treino com o Gondomar da 2ª Divisão. A vitória sorriu aos avenses por 5-3, num amigável em que o ponta-de-lança Tozé Marreco se evidenciou, ao assinar um hat-trick. Os outros golos da formação da Liga Orangina tiveram assinatura de Rabiola e Lourenço.
Entretanto, Pedro Cervantes e Sérgio Carvalho evoluíram ontem de forma condicionada e não devem recuperar a tempo de jogar no terreno dos freamundeses. Também Tiago Valente, castigado, é uma carta fora do barulho do treinador Vítor Oliveira.

Fonte: Abola, 2 de Dezembro de 2010

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Vítor Oliveira critica qualidade

0 treinador Vítor Oliveira acabou por classificar o empate frente ao líder Trofense como um resultado positivo, mas isso não o coibiu de tecer críticas ao rendimento espelhado essencialmente durante o primeiro tempo, "Não era o desejado, mas foi o possível. Chegámos ao empate porque mostrámos alma e é por isso que concordo com os assobios e criticas dos adeptos. Estamos muito aquém do que podemos produzir, para além de que temos de mostrar muito mais capacidade nos desafios em casa", comentou Vítor Oliveira.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Aves 1 - 1 Trofense: Golos

Aves 1 - 1 Trofense

Desportivo das Aves e Trofense empataram este domingo, a um golo, na 9.ª jornada da Liga Orangina, resultado penalizador para os da Trofa, que assim perdem o 2.º lugar para o Arouca.

Uma entrada em grande do Trofense surpreendeu o Aves, de tal modo que o golo relativamente madrugador de Moustapha, surgiu na quarta situação de perigo para a baliza de Hélder Godinho. O Aves, apresentou-se com diversas alterações no onze, nomeadamente Vasco Matos a defesa direito, Gonçalo a trinco, ao lado de Júlio César, e Luisinho mais recuado, nas costas de Éder Diego, mas a equipa não foi capaz de assentar o seu jogo, apesar de o Trofense ter aliviado a pressão após o golo.

Ao intervalo, Vítor Oliveira fez entrar Lourenço e Marco Cláudio, fazendo a equipa voltar a uma disposição mais consentânea com as suas características habituais.
Já na fase final (82 minutos), Tozé Marreco salvou os avenses da segunda derrota consecutiva em casa, com um excelente cabeceamento, devolvendo justiça ao marcador, face ao melhor desempenho dos anfitriões após o intervalo.

Recurso ao mercado é medida urgente para Vítor Oliveira

Vítor Oliveira e a sua equipa foram assobiados pelos adeptos do Aves no fim do jogo com o Trofense. O empate comprometeu o futuro da equipa, que se mantém nos últimos lugares da Liga. Por causa deste cenário, o técnico deu a entender que a solução passa pelo recurso ao mercado. "Há-que resolver, internamente, esta situação. Esta equipa tem lacunas", admitiu.

Aves -Trofense, 1-1

Marcadores:

0-1, Moustapha, 10 minutos.

1-1, Tozé Marreco, 82'.

Equipas:

Aves: Hélder Godinho, Vasco Matos, Tiago Valente, João Pedro, Vítor Vinha, Gonçalo (Lourenço, 46), Júlio César, Luisinho, Pedro Pereira (Tozé Marreco, 66), Éder Diego (Marco Cláudio, 46) e Rabiola.

(Suplentes: Rui Faria, Grosso, Nelson Pedroso, Lourenço, Marco Cláudio, Fary e Tozé Marreco).

Trofense: Alex Alves, João Dias, Pedro Ribeiro, Luís Eduardo, Igor, Tiago, Varela, Nildo (Zé Manel, 90+3), Bahin, Serginho (Licá, 86) e Moustapha (Filipe Gonçalves, 74').

(Suplentes: Janota, Filipe Gonçalves, Reguila, Zé Manel, Nikiema, Ouattara e Licá).

Árbitro: Elmano Santos (Madeira).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Alex Alves (27), Luís Eduardo (37), Éder Diego (42), Igor (44), Pedro Ribeiro (53), João Pedro (54), Tiago Valente (55), Vasco Matos (58), Júlio César (64), Rabiola (73), Nildo (79) e João Dias (83), Tiago (85).

Declarações

"O Trofense esteve melhor na primeira parte, mas nós fomos superiores na segunda, pela raça e vontade de ar a volta ao resultado"

Vítor Oliveira, treinador do Aves

Assistência: cerca de 1000 espectadores.

Fonte: Record, Aves 1 - 1 Trofense

Ojogo, Aves 1 - 1 Trofense

domingo, 28 de novembro de 2010

Vizinhos só podem jogar ao ataque

A derrota caseira na última jornada, diante do Penafiel, trocou as voltas ao Aves, que queria fazer o pleno nos dois jogos consecutivos no seu reduto. A equipa de Vítor Oliveira, que conhece como poucos o adversário que defronta, está assim sedenta de pontos, e o comboio dos que lutam pela subida começa a fugir. Por outro lado, a queda para os perigosos lugares da despromoção passa a ser um cenário a ter em conta. Esta realidade confere ao dérbi uma importância vital para os avenses.

Já o Trofense surge em Vila das Aves revigorado pela ascensão ao topo da classificação, embora em parceria com o Gil Vicente. A equipa de Porfírio Amorim já não perde desde a primeira jornada, quando visitou Barcelos, e procura agora a quarta vitória consecutiva, na tentativa de tirar partido de um eventual deslize dos gilistas em Moreira de Cónegos. Para tal, quer aproveitar a subida de rendimento de Bahin; o avançado costa-marfinense demorou o seu tempo a adaptar-se ao nosso futebol, mas já participou em cinco jogos e marcou dois golos, o último dos quais na jornada passada, na vitória tangencial diante do Estoril.

Equipas prováveis

Estádio do CD das Aves

Árbitro Elmano Santos (AF Madeira)

Aves | Hélder Godinho; Grosso, Tiago Valente, João Pedro e Vítor Vinha; Júlio César, Lourenço e Pedro Pereira; Luisinho, Vasco Matos e Rabiola

Outros convocados: Rui Faria, Gonçalo, Nélson Pedroso, Éder Diego, Marco Cláudio, Tozé Marreco e Fary

Treinador Vítor Oliveira

Trofense | Alex Alves; João Dias, Varela, Luiz Eduardo e Igor; Tiago, Filipe Gonçalves e Serginho; Moustapha, Bahin e Nildo

Outros convocados: Ricardo Janota, Pedro Ribeiro, Nikiema, Reguila, Ouattará, Licá e Zé Manel

Treinador Porfírio Amorim

Fonte: Ojogo, AVES - TROFENSE

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Sem areia na engrenagem

Segue sem sobressaltos o plano de treinos para o jogo com o Trofense. Leandro, Cervantes para o duelo com o vizinho.

Fonte: Abola, 25 de novembro de 2010

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

NOMEAÇÕES DA 9.ª JORNADA

Já a receção do Aves ao Trofense, que é 2.º classificado com os mesmos pontos dos gilistas, vai ser dirigida pelo madeirense Elmano Santos.


Nomeações da 9.ª jornada:

Varzim-Feirense, André Gralha (Santarém)
Penafiel-Arouca, Luis Catita (Évora)
Fátima-Freamunde, Diogo Santos (Aveiro)
Estoril-Leixões, João Capela (Lisboa)
D. Aves-Trofense, Elmano Santos (Madeira)
Moreirense-Gil Vicente, Artur Soares Dias (Porto)
Oliveirense-Santa Clara, Hugo Pacheco (Porto)
Belenenses-Sp. Covilhã, Bruno Esteves (Setúbal)

Fonte: Record, NOMEAÇÕES DA 9.ª JORNADA

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Já chega de voos picados

Embora ainda faltem disputar muitas jornadas, há plena consciência na Vila das Aves de que é necessário voltar a somar pontos e encurtar a distância para a zona de promoção, que nesta altura está a sete pontos.
O hiato competitivo motivado pelos compromissos da Selecção Nacional, e também de uma eliminatória da Taça de Portugal, serviu para o técnico Vítor Oliveira limar algumas arestas naquele que é considerado por muitos um dos plantéis mais fortes da Liga Orangina.
Essa aposta, contudo, não se está a traduzir em resultados, como atestam as duas derrotas consecutivas averbadas diante de Estoril(Fora) e Penafiel(Casa). Mas Vítor Oliveira, um dos treinadores portugueses com um vasto currículo e que conta na sua carreira com várias subidas de divisão, sabe de antemão que o objectivo nesta prova é ganhar em casa e pontuar fora e, acima de tudo, estar bem posicionado no último terço do campeonato para atacar em força a subida.
O próximo compromisso na Liga Orangina dos avenses terá a particularidade de proporcionar o reencontro entre Vítor Oliveira e o Trofense, um dos lídares da prova e clube que orientou na época passada.
Será um verdadeiro teste às reais capacidades da formação das Aves, que tem tido alguns voos picados mas que deseja, a todo o transe, levantar de uma vez por todas rumo à direcção traçada:a Liga.

Fonte: Abola, 23 de novembro de 2010

Líder Armando Silva Identifica "Culpados"

O Aves somou 8 pontos em 24 possíveis, ou seja, um terço do rendimento máximo que poderia ter por esta altura no campeonato. O líder Armando Silva é o primeiro a reconhecer que "os resultados estão aquém das expectativas",identificando os dois principais culpados do arranque que, para já, deixa o sonho da subida distante. "Temos tido azar em alguns jogos e há outros em que fomos prejudicados pelas arbitragens", comentou", prosseguindo a sua análise:"Para agravar, agora temos registado várias lesões."
O plantel e a nova equipa técnica, liderada por Vítor Oliveira, estão assim ilibados. "É lógico que pretendíamos ter mais pontos, levando em conta o valor da equipa que formámos, mas não estamos desiludidos com os jogadores e temos 100 por cento de confiança no treinador. Ainda vamos muito a tempo de recuperar e em breve vamos estar perto dos lugares cimeiros", vaticinou o presidente.

Jackpot
Ainda uma palavra para o sorteio "favorável" da Taça da Liga. "Temos dois jogos em casa, o que é bom para nós em termos de custos, e esperamos fazer uma boa receita na receção ao Benfica", finalizou.

Fonte: Record, Terça - Feira, 23 de novembro de 2010

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Aves: Vítor Oliveira e o aliciante de defrontar o Benfica

Vítor Oliveira, treinador do Desportivo das Aves, ficou agradado com o sorteio da Bwin Cup, até porque, como o próprio refere, vai ter «dois jogos em casa».

Olhando à competição, Vítor Oliveira admite que é «motivadora», sobretudo no seu caso, dado que tem o Benfica como um dos opositores.

«É sempre aliciante defrontar o Benfica e mais ainda porque o jogo será disputado em nossa casa», lembra.

Quanto às expectativas, ânimos refreados: «Vamos ver jogo a jogo. O primeiro será, para nós, e teoricamente, o menos complicado, porque é em casa e frente ao Olhanense, mas o Olhanense também é uma equipa difícil», conclui.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Boavista sábado de manhã

O Desp. das Aves recebe sábado, às 10 horas, o Boavista(II Divisão) em jogo de preparação.

Fonte: Abola, Quinta-feria 18 de Novembro de 2010

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Deslize motiva alerta ás tropas

Seguramente que Vítor Oliveira irá ter hoje, no regresso aos trabalhos, uma conversa com os seus atletas. A equipa é uma série candidata á súbida de divisão, mas tem perdido muitos pontos para os primeiro classificados. Apesar de os avenses terem dominado o encontro com o Penafiel, não conseguiram anular o golo marcado pelo conjunto orientado por Lázaro Oliveira. Há alguma preocupação, mas o campeonato é longo e o técnico Vítor Oliveira, uma velha raposa do futebol português, sabe de antemão que o importante é estar bem classificado no último terço da prova. Leandro saiu lesionado na partida de domingo, com um problema na coxa e vai ser reavaliado.

Fonte: Abola, Terça-Feira 16 de Novembro de 2010

domingo, 14 de novembro de 2010

Aves 0 - 1 Penafiel

O Penafiel foi hoje à Vila das Aves vencer o Desportivo local (1-0) com um golo solitário de Jardel e, à 8.ª jornada, isolou-se na terceira posição da Liga Orangina.

O único golo da partida surgiu cedo, aos 14 minutos, numa altura em que o equilíbrio era a nota dominante. Na sequência de um livre da esquerda, Michel rematou para defesa de Hélder Godinho e Jardel fez a recarga com sucesso.

O Desportivo das Aves, apesar de ter jogado com mais um jogador durante quase toda a 2.ª parte, não conseguiu anular a desvantagem e desperdiçou a oportunidade de entrar na primeira metade da tabela classificativa.

A equipa da casa nunca teve grande discernimento a atacar, insistindo muito em cruzamentos e apenas poucos instantes antes do intervalo (45') esteve perto de marcar, já que o centro de Pedro Pereira, depois de uma boa jogada pela esquerda, ia traindo Márcio Ramos, mas a bola bateu no poste e Tozé Marreco não conseguiu emendar para a baliza.

A segunda parte começou praticamente com a expulsão algo forçada (por acumulação de cartões amarelos) do defesa esquerdo do Penafiel, Stephane, e pouco depois (59') Digão cortou no limite um centro que Rabiola se preparava para transformar em golo.

Desportivo das Aves - Penafiel, 0-1

Marcador:

0-1, Jardel, 14'

Desportivo das Aves: Hélder Godinho, Leandro (Grosso, 47'), Tiago Valente, João Pedro, Vítor Vinha, Júlio César, Lourenço (Éder Diego, 66'), Pedro Pereira, Luisinho, Vasco Matos (Rabiola, 46'), Tozé Marreco.

Penafiel: Márcio Ramos, Dias, Sandro, Digão, Stephane, Rafa (Hugo Soares, 59'), Bruno Madeira, Manoel (Elizio, 55'), Jardel, Diogo Rosado (Ferreira, 73'), Michel.

Árbitro: Cosme Machado, de Braga.

Ação disciplinar: cartão amarelo para Rafa (15'), Sandro (20'), Luisinho (21'), Stephane (24' e 52'), Manoel (35'), Digão (38'), Tozé Marreco (39'), Júlio César (43'), Tiago Valente (72'), Rabiola (86'), Jardel (90'+3), Márcio Ramos (90'+5); cartão vermelho para Stephane (52').

Assistência: Cerca de 800 espectadores.

Fonte:Record, Aves 0 - 1 Penafiel

sábado, 13 de novembro de 2010

À espera de Cervantes e Marco Airosa

Vítor Oliveira espera pelos testes decisivos de Pedro Cervantes e Marco Airosa, marcado para hoje, para saber se estão aptos a jogar frente ao Penafiel. Os dois atletas contratados na pré-época pela Direcção de Armando Silva estão parados há duas semanas. O presidente do Aves tenta igualar os feitos das direcções de Armado Almeida, António Freitas e Joaquim Pereira, que sempre sob a batuta de Neca conseguiram a subida à I Liga.

Fonte: Ojogo, À espera de Cervantes e Marco Airosa

Fernando Gomes no jantar dos 80 anos do Desp. Aves

Cerca de 200 convidados marcaram presença no jantar do 80.º aniversário do Desp. Aves. Em representação da equipa, marcaram presença o treinador Vítor Oliveira e o «capitão» Sérgio Carvalho.

Entre os presentes estiveram Fernando Gomes, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, bem como Reinaldo Teles, em representação do FC Porto. Toda a família avense esteve reunida numa quinta da vila e os associados almejam o regresso do clube à Liga principal.

No repasto realizaram-se os discursos da praxe e existe a promessa de o clube avense construir uma zona desportiva para a formação e também o futebol profissional.

Fonte: Abola, Fernando Gomes no jantar dos 80 anos do Desp. Aves

Avenses comemoram 80 anos

O Desportivo das Aves comemora hoje o seu 80.º aniversário, realizando à noite um jantar numa quinta da vila.

Haverá uma festa com a presença da Direcção, jogadores, equipa técnica, um repasto onde toda a família avense marcará presença.

Os sócios avenses têm o sonho de ver o clube conseguir a subida de divisão ainda esta época.

Fonte: Abola, Avenses comemoram 80 anos

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

ÁRBITROS PARA A 8.ª JORNADA

Foram conhecidos esta quarta-feira os árbitros nomeados para os jogos da 8ª jornada da Liga Orangina, a realizar-se no próximo fim de semana.


Árbitros para 8ª Jornada da Liga Orangina:

Domingo:

D. Aves - Penafiel, Cosme Machado (Braga)

Fonte: Record, ÁRBITROS PARA A 8.ª JORNADA

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Portimonense 1 - 1 Aves: Resumo

video

PORTIMONENSE 1-1 AVES

O Portimonense foi eliminado da Bwin Cup, após ter empatado, em casa, com o Aves, prevalecendo o resultado de 3-2 da primeira mão. A jogar como favorito, mesmo após a derrota, a equipa algarvia controlou toda a primeira parte. Uma defesa que não comprometia e um bloco sólido no meio-campo anulavam qualquer ataque do Aves e davam liberdade ao ataque para criar situações de perigo. Uma estratégia que deu resultado com o golo (17'), toda fabricada por uma ala esquerda venenosa (Nilson e Ivanildo), que Renatinho concretizou.

A organização dos algarvios, que tinham Litos na bancada, por castigo, foi-se abaixo após o intervalo quando Vítor Oliveira fez entrar Vasco Matos, dinamizando o ataque. Uma opção que deu resultado quando Éder Diego cruzou para o cabeceamento certeiro de Pedro Pereira. Um Portimonense descaracterizado ainda tentou dar a volta ao texto mas, desesperado, e mesmo a jogar com três centrais mais de 30 minutos, não o conseguiu.

Portimonense 1

Aves 1

Estádio Algarve

Árbitro Paulo Baptista (AF Portalegre)

Pedro Silva I

Ricardo Pessoa

Rúben Fernandes a 58'

Di Fábio

Nilson

Soares

Pedro Silva II

Renatinho a 71'

Ivanildo

Pires

Calvin Kadi a INT

Treinador JoÃo MARTINS

Ivo

André Pinto

Valência

Pedro Moita

Pedro Moreira d 71'

Lito d INT

Pelembe d 58'

Golos 17'[1-0] Renatinho

amarelos 36' Di Fábio, 44' Pires, 64' Pedro Silva II

vermelho Nada a registar

Hélder Godinho

Leandro

João Pedro

Gonçalo

Nélson Pedroso

Grosso a INT

Júlio César

Lourenço

Pedro Pereira a 86'

Rabiola

Éder Diego a 65'

Treinador vítor Oliveira

Rui Faria

Tiago valente

Vítor Vinha d 86'

Vasco Matos d INT

Luisinho d 65'

Tozé Marreco

Fary

Golos 50' [1-1] Pedro Pereira

amarelos 46' Nélson Pedroso, 47' Júlio César,75' Luisinho, 90'+2 João Pedro vermelho Nada a registar

Declarações

"Estamos profundamente tristes. Era importante em termos desportivos e económicos para o clube

João Martins, treinador-adjunto do Portimonense

"Merecemos passar. Entrámos mal e retraídos, mas estivemos melhor na segunda parte e marcámos

Vítor Oliveira, treinador do Aves


Fonte: Ojogo, PORTIMONENSE 1-1 AVES

Desportivo das Aves afasta Portimonense

O Desportivo das Aves, da Liga de Orangina, eliminou esta quarta-feira da Taça da Liga o Portimonense, do escalão principal, ao empatar 1-1, no Estádio Algarve, em Faro, o encontro da 2.ª mão da segunda fase da prova.

O empate desta quarta-feira bastou para que a equipa de Vítor Oliveira se mantenha na Taça da Liga, já que tinha vencido o jogo da primeira mão, por 3-2.

Numa partida de fraca qualidade técnica, o Desportivo das Aves foi a equipa mais eficaz na concretização, tendo marcado o golo que lhe permite continuar na prova numa das duas oportunidades de golo conseguidas ao longo do encontro.

O Portimonense abriu o marcador, aos 16 minutos, após jogada de combinação entre Ivanildo e Nilson, com este último a assistir Renatinho que, ao segundo poste e sem oposição, só teve que encostar o pé.

Até ao intervalo, os algarvios dispuseram de várias situações para virarem o resultado a seu favor, mas Calvin Kadi, Renatinho e Pires, foram incapazes de bater o guarda-redes Hélder Godinho.

No primeiro tempo, o Aves só por uma vez ameaçou a baliza de Pedro Silva, que evitou o golo da igualdade a Eder Diogo.

No segundo tempo, o Portimonense dominou o encontro, construiu várias oportunidades de golo, mas foi incapaz de encontrar a solução para ultrapassar a "fechada" defesa do Aves.

Aos 50', na única ocasião de que dispôs no segundo tempo, o Desportivo das Aves, em jogada de contra ataque, chegou à igualdade, com um golo de Pedro Pereira, após assistência de Eder Diogo.

Depois da igualdade, o Portimonense continuou sem conseguir materializar o seu ascendente, apesar de ameaçar por diversas vezes a baliza defendida por Hélder Godinho, um dos melhores jogadores em campo.

Portimonense - Desportivo das Aves, 1-1

Marcadores:

1-0, Renatinho, 16'

1-1, Pedro Pereira, 50'

Portimonense: Pedro Silva, Ricardo Pessoa, Di Fábio, Ruben Fernandes (Pelembe, 58'), Nilson, Pedro Silva, Soares, Ivanildo, Calvin Kadi (Lito, 45'), Pires e Renatinho (Pedro Moreira, 70').

Desportivo das Aves: Helder Godinho, Leandro, João Pedro, Gonçalo, Nelson Pedroso, Júlio César, Pedro Pereira (Vítor Vinha, 86'), Grosso (Vasco Matos, 45'), Lourenço, Eder Diogo (Luizinho, 65') e Rabiola.

Árbitro: Paulo Batista (Portalegre).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Di Fábio (37'), Pires (44'), Nelson Pedroso (46'), Júlio César (47'), Pedro Silva (64'), Luizinho (75') e João Pedro (90'+1).

Assistência: Cerca de 300 espectadores.

Fonte: Record, Desportivo das Aves afasta Portimonense

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Rabiola de regresso aos convocados

O treinador do D. Aves, Vitór Oliveira, divulgou a lista de convocados para a deslocação ao campo do Portimonense, em jogo a contar para a 2.ª mão da 2.ª fase da Taça da Liga. O regresso de Rabiola, melhor marcador da Liga Orangina, e a ausência de Marco Airosa constituem as principais novidades.

O avançado emprestado pelo FC Porto regressa após cumprir um jogo de suspensão, enquanto que o lateral direito angolano fica de fora devido a uma lesão contraída no passado fim-de-semana, na deslocação ao terreno do Estoril, que resultou numa derrota por 2-0.

O D. Aves parte com vantagem para o segundo jogo, visto ter ganho o primeiro, disputado na Vila das Aves, por 3-2.

O encontro tem lugar pelas 18 horas de quarta-feira, no Estádio do Algarve, arbitrado por Paulo Baptista, de Portalegre.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Hélder Godinho e Rui Faria.

Defesas: Tiago Valente, Vítor Vinha, Gonçalo, João Pedro, Leandro e Nélson.

Médios: Grosso, Lourenço, Pedro Pereira, der Diego, Júlio César e Luisinho.

Avançados: Tozé Marreco, Vasco Matos, Fary e Rabiola.
´
Fonte: Record, Rabiola de regresso aos convocados

sábado, 6 de novembro de 2010

Estoril 2-0 Aves

O Estoril subiu este sábado provisoriamente ao 2.º lugar da Liga Orangina, ao vencer em casa o Aves por 2-0, com golos de Tiago Costa e Nelsinho, em jogo da 7.ª jornada.

Apesar do ímpeto inicial, quando conseguiu acercar-se da baliza do Estoril com relativo perigo, o D. Aves foi batido, aos 15’, num cabeceamento do médio Tiago Costa, após um pontapé de canto.

Com o técnico Vinicius Eutrópio de regresso ao banco, após castigo, os anfitriões podiam, dois minutos depois, ter dilatado a vantagem, não fosse a boa intervenção do guarda-redes Hélder Godinho, em resposta a um remate acrobático de Paulo Sérgio.

O reaparecimento sonolento do Estoril, na segunda parte, contrastava com a postura inconformada, mas desacertada, dos avenses, com Luisinho a tentar, aos 50’ e 87’, visar de longe a baliza do Estoril, sem sucesso.

Em contra-ataque, Nelsinho sentenciou, aos 89’, o jogo para os canarinhos, concluindo uma jogada iniciada por João Coimbra e conduzida por Jefferson.

Com este triunfo, o Estoril aumentou para seis os jogos consecutivos sem perder e isolou-se provisoriamente no 2.º lugar, com 12 pontos, a apenas 2 do líder Gil Vicente, que recebe no domingo o Sporting da Covilhã.

Jogo no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril

Estoril: Cléber, Anderson Luís, Luiz Alberto, Lameirão, Jefferson, João Coimbra, Luciano Bebé (Nelsinho, 81), Vinicius Reche, Tiago Costa (Steven Vitória, 68), Alex Afonso e Paulo Sérgio (Tony Taylor, 67)

D. Aves: Hélder Godinho, Marco Airosa (Leandro, 71), Tiago Valente, João Pedro, Vítor Vinha, Grosso, Júlio César, Lourenço (Pedro Pereira, 62), Luisinho, Vasco Matos (Eder Diego, 62) e Tozé Marreco

Árbitro: Luís Catita (Évora)

Ação disciplinar: cartão amarelo para Júlio César (76), João Coimbra (81) e Tony Taylor (83)

Assistência: cerca de 500 espectadores.

Fonte: Record, Estoril 2-0 Aves

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Integra convocatória para ida ao Estoril

O lateral-esquerdo Nelson regressou esta sexta-feira aos convocados do Desportivo das Aves, para a deslocação ao terreno do Estoril, sábado, da sétima jornada da Liga de Honra.

A entrada do defesa coincide com a ausência do avançado Rabiola, melhor marcador do campeonato com 4 golos, que está suspenso por ter sido expulso por acumulação de cartões amarelos na última ronda, na receção ao Fátima.

Para o lugar do ponta de lança emprestado pelo FC Porto, o treinador, Vítor Oliveira, voltou a chamar o defesa esquerdo Nélson, que deve, contudo, sentar-se no banco de suplentes.

Lesionados continuam Pedro Cervantes, Marco Cláudio, Sérgio Carvalho e Xano.

O Desportivo das Aves é 8.º, com 8 pontos, enquanto o Estoril ocupa a 3.ª posição, com 9.

O jogo tem lugar no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril, às 15:30 de sábado, e será arbitrado por Luís Catita, de Évora.

Lista dos 18 convocados:

Guarda-redes: Hélder Godinho e Rui Faria.

Defesas: Tiago Valente, Vítor Vinha, Gonçalo, João Pedro, Marco Airosa, Leandro, Nelson.

Médios: Grosso, Lourenço, Pedro Pereira, der Diego, Júlio César, Luisinho.

Avançados: Tozé Marreco, Vasco Matos, Fary

Fonte: Record, Nelson volta a ser chamado

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Candidato à subida fugiu do pesadelo

Num dia feriado, as duas equipas trabalharam pouco, proporcionando um espectáculo com escassos motivos de interesse para além dos dois golos, conseguidos no início e no fim do encontro.

O Aves marcou cedo, aos 9', na sequência de um penálti a punir carga de Luisinho sobre Neto. Carlos Xistra não teve dúvidas em assinalar grande penalidade, que Lourenço converteu.

O golo foi algo prematuro e fez adormecer a equipa da casa, tendo os visitantes mostrado mais empenho até ao intervalo, mas, no cômputo geral, o espectáculo foi mau.

Só à passagem dos 35', o jogo despertou um pouco, com Pedro Pereira, num remate forte de fora da área, a obrigar Leão a uma grande defesa. E, no minuto seguinte, Tozé Marreco falhou o segundo golo, em posição privilegiada. O Aves parecia querer despertar, mas ficou-se por aí até ao descanso. Do lado oposto, o Fátima era uma equipa desequilibrada, em termos atacantes, com Rui Baião nas costas de Mauro, mas sem ninguém na direita do ataque. Diamantino tentou rectificar, ainda na primeira metade, com a entrada de Moreira, mas a alteração não deu frutos.

No segundo tempo manteve-se o futebol incaracterístico de ambos os conjuntos e só se voltaram a registar movimentações dignas de registo nos derradeiros cinco minutos. Aos 85, Tiago Valente, de cabeça, podia ter marcado, e, um minuto depois, Rabiola elevou a contagem. A sua alegria foi tal que acabou por resultar numa expulsão infantil: tirou a camisola para festejar e viu o segundo amarelo.


Aves 2 Fátima 0

Estádio do CD das Aves

Árbitro Carlos Xistra (AF Castelo Branco)

-

AVES
Hélder Godinho

Marco Airosa

Tiago Valente

João Pedro

Vítor Vinha

Júlio César

Vasco Matos a 64'

Lourenço

Pedro Pereira a 64'

Luisinho

Tozé Marreco a 90+3'

Treinador Vítor Oliveira

Rui Faria

Grosso d 64'

Gonçalo

Leandro

Rabiola d 64'

Fary d 90+3'

Eder Diego

-

Golos 9' Lourenço g.p. 86' Rabiola

amarelos 22' Marco Airosa, 69' Tiago Valente, 76' Lourenço, 77' e 86' Rabiola,

vermelho 86' Rabiola

Vítor Oliveira, treinador do Aves
"Três pontos estóicos"

No final do jogo, Vítor Oliveira mostrou-se mais satisfeito com o resultado do que com a exibição. "Foi uma vitória importantíssima para sairmos da posição em que estávamos e que não era condizente com o que o Aves pretende. Conseguimos os três pontos de forma estóica". O técnico também elogiou o adversário: "O Fátima colocou-nos algumas dificuldades."

Fonte: Record, Candidato à subida fugiu do pesadelo

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Vítor Oliveira: «Vitória importantíssima»

O treinador do Desportivo das Aves classificou esta segunda-feira de "importantíssima" a vitória sobre o Fátima (2-0), na 6.ª jornada da Liga Orangina, que permitiu fugir dos últimos lugares e ascender à 8.ª posição.

"Foi uma vitória importantíssima para sairmos da posição em que estávamos e que não era nada condizente com o que o Aves pretende. Foi justa, mas extremamente difícil, porque do outro lado esteve uma equipa que vendeu cara a derrota e nunca virou a cara à luta", analisou Vítor Oliveira.

O técnico admitiu que o jogo "foi sofrido e não muito bem conseguido em termos de qualidade".

"Entramos algo nervosos pela necessidade de ganhar e pela pressão alta do Fátima, mas as vitórias também se fazem disso e os meus jogadores estão de parabéns", concluiu.

Fonte: Record, Vítor Oliveira: «Vitória importantíssima»

Tozé Marreco salta para o onze

A estreia de Fary é a novidade nos convocados de Vítor Oliveira para o jogo com o Fátima. Desde que chegou à Vila das Aves o avançado ainda não havia sido chamado. Já no que diz respeito ao onze, destaque para Tozé Marreco, que depois de ter marcado 3 golos ao Portimonense ganhou um lugar no onze e vai atirar Rabiola para o banco.

Já no Fátima, Kata e Leandro Pimenta falham o desafio, ambos com problemas musculares. Fora do encontro estão, também, André Carvalhas e Veríssimo, igualmente por lesão.

De referir, ainda, o regresso de João Pereira aos escolhidos do treinador Diamantino Miranda. O atleta regressa após longo período de ausência, devido a lesão.

Fary pela primeira vez

A recepção do Aves ao Fátima marca a estreia de Fary nas convocatórias. O avançado, que festeja 36 anos no próximo mês, foi, assim, chamado pela primeira vez por Vítor Oliveira, mas tudo indica que comece o jogo sentado no banco. Aliás, para o eixo do ataque, o técnico vai ter de escolher entre Rabiola e Tozé Marreco, sendo que o segundo se apresenta motivado pelos três golos marcados ao Portimonense no último jogo da Bwin Cup. De fora das opções continuam os lesionados Pedro Cervantes, Marco Cláudio, Sérgio Carvalho e Xano.

O Fátima, que ainda não venceu fora de casa, desloca-se à Vila das Aves sem Veríssimo, castigado, que será substituído por João Pereira.


Equipas prováveis

>> Estádio do CD das Aves

>> Árbitro Carlos Xistra (AF Castelo Branco)

-

Aves

Hélder Godinho; Marco Airosa, Gonçalo, João Pedro e Vítor Vinha; Júlio César, Éder Diego e Lourenço; Pedro Pereira, Tozé Marreco e Vasco Matos

Outros convocados: Rui Faria, Tiago Valente, Leandro, Grosso, Luisinho, Rabiola e Fary

Treinador Vítor Oliveira


Fátima

Filipe Leão; Bruno Mestre, João Pereira, Pina e Mário Rui; Jorge Neves, Edson, Varela e Moreira; Yartey e Mauro Bastos

Outros convocados: Hugo Pinheiro, Abel Pereira, Neto, Coelho, Rui Baião, Evandro e Nuno Sousa

Treinador diamantino miranda

domingo, 31 de outubro de 2010

Fary estreia-se nas convocatórias

A chamada de Fary é a principal novidade dos convocados do D. Aves para a receção ao Fátima, na segunda-feira, jogo que encerra a 6.ª jornada da Liga Orangina.

O veterano avançado (completa 36 anos em dezembro), que já foi o melhor marcador do principal campeonato português em 2002/03, ao serviço do Beira-Mar, estreia-se assim nos convocados da equipa, ele que chegou à Vila das Aves a 31 de agosto.

De regresso aos eleitos do técnico avense está ainda o guarda-redes habitualmente titular no campeonato, Hélder Godinho, tendo ficado de fora o guardião Hugo Ferreira e o defesa esquerdo Nélson Pedroso.

Pedro Cervantes, Marco Cláudio, Sérgio Carvalho e Xano são os lesionados do plantel avense.

O Desportivo das Aves é 13.º, com 5 pontos, enquanto o Fátima ocupa a 7.ª posição, com 7.

O jogo tem lugar no Estádio do Clube Desportivo das Aves, às 15 e 30 de segunda feira, e será arbitrado por Carlos Xistra, de Castelo Branco.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Hélder Godinho e Rui Faria;

Defesas: Tiago Valente, Vítor Vinha, Gonçalo, João Pedro, Marco Airosa, Leandro;

Médios: Grosso, Lourenço, Pedro Pereira, Éder Diego, Júlio César, Luisinho;

Avançados: Rabiola, Tozé Marreco, Vasco Matos, Fary;

Tozé Marreco: «Não deixo ficar mal quem confia em mim»

Já começava a ser caso para preocupação. Goleador em quase todos os desafios da sua carreira, Tozé Marreco tardou em marcar o primeiro tento com a camisola do Aves. Na verdade, as oportunidades escassearam até aqui mas o avançado esteve alerta e na primeira oportunidade a titular em toda a época – na quinta-feira, na Taça da Liga – tratou logo de assinar um hat-trick.

“Estou a mostrar que posso marcar golos em qualquer lado, tal como fiz nos outros países onde joguei e em Portugal nas camadas jovens”, comentou o atleta, formado na Académica e com experiências bem sucedidas na Holanda, Bulgária e Suíça. Com um currículo vasto, já era de esperar que marcar 3 golos num só jogo não fosse uma estreia para o jogador de 23 anos. “Já tinha acontecido no Zwolle, na Holanda, e também nos escalões de formação”, comentou, depois do brilharete frente ao Portimonense.

O habitual suplente de Rabiola no campeonato está, finalmente, a viver os momentos felizes que o fizeram convencer o presidente do Servette (Suíça) a emprestá-lo aos avenses. “A titularidade foi uma prova de confiança dada pelo treinador, que chegou há pouco tempo. Na minha vida não gosto de deixar ficar mal quem aposta em mim e por isso tudo fiz para corresponder”, analisou, acrescentando: “Este jogo deu-me moral. Tive a minha oportunidade e penso que a aproveitei bem.”

Fátima na mira

A finalizar, a convicção de que o Aves “tem qualidade mais que suficiente” para andar no topo: “A equipa precisa de ganhar e o Fátima tem de morrer aqui.”

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Tozé Marreco faz «hat-trick» na vitória do Desp. Aves sobre o Portimonense

O Desp. Aves recebeu e venceu, esta quinta-feira, o primodivisionário Portimonense por 3-1. Tozé Marreco foi a grande figura da partida, apontando os três golos da equipa que milita no segundo escalão.

Estreia a titular muito feliz do avançado do Desp. Aves, que abriu a conta logo aos oito minutos, dando sequência de cabeça a canto apontado por Vasco Matos. A equipa algarvia, com muitas alterações em relação ao «onze» que no passado domingo defrontou o Benfica, não demorou a restabelecer a igualdade, por intermédio de Renatinho, resultado que só viria a mudar na segunda parte.

Tozé Marreco, após cruzamento de Pedro Pereira, voltou a adiantar os avenses aos 55 minutos e, pouco depois, assinou o «hat-trick», novamente após canto batido por Vasco Matos.

Com dois golos sofridos de rajada, o Portimonense foi em busca da reacção. Litos fez três alterações de uma assentada, mas o melhor que os algarvios conseguiram foi reduzir, por Jumisse.

A decisão quanto à passagem à próxima fase da Taça da Liga fica agora para o jogo da segunda «mão», a realizar no Algarve.

Fonte:Abola, Tozé Marreco faz «hat-trick» na vitória do Desp. Aves sobre o Portimonense

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Tozé Marreco destrói defesa portimonense

O Portimonense saiu do reduto do Desportivo das Aves derrotado por três bolas a duas. No jogo de hoje, quinta-feira, a contar para a primeira-mão da segunda fase da Taça da Liga, Tozé Marreco foi o herói dos homens da casa, ao apontar os três golos do Aves.

A estreia a titular de Marreco não podia ser mais feliz, sendo que rematou duas ‘secas’ à baliza do Portimonense antes que os primodivisionários pudessem reagir por intermédio de Renatinho, reduzindo a vantagem do Desportivo das Aves de dois golos para um, mas o inspiradíssimo avançado, matou o jogo à passagem dos 60 minutos. Juminesse, do Portimonense ainda marcou perto do fim do jogo, fixando o resultado num 3-2 favorável à ‘casa’.

O jogo da segunda-mão será realizado no Algarve, com data a definir, e graças a Tozé Marreco, o Desportivo das Aves tem grandes hipóteses de prosseguir para a terceira fase da competição.

Ficha de Jogo:

Jogo no Estádio Clube Desportivo das Aves, na Vila das Aves.

Desportivo das Aves -- Portimonense, 3-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, Tozé Marreco, 08 minutos.

1-1, Renatinho, 11.

2-1, Tozé Marreco, 55.

3-1, Tozé Marreco, 57.

3-2, Jumisse, 84.

Equipas:

- Desportivo das Aves: Rui Faria, Marco Airosa, Gonçalo, João Pedro, Vítor Vinha, Júlio César, Lourenço, Pedro Pereira, Éder Diego (Tiago Valente, 66), Vasco Matos (Grosso, 71) e Tozé Marreco (Rabiola, 74).

(Suplentes: Hugo Ferreira, Tiago Valente, Leandro, Nélson Pedroso, Grosso, Luisinho e Rabiola).

- Portimonense: Pedro Silva, Wakaso, João Paulo, Ruben Fernandes, Nilson, Pedro Moreira (Soares, 60), Pedro Moita (Kadi, 60), Lito, Peña (Jumisse, 60), Pires e Renatinho.

(Suplentes: Ivo, Di Fábio, Jumisse, Dong, Kadi, Soares e Pelembe).

Árbitro: Jorge Ferreira (Braga).

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Vasco Matos (24), Pedro Pereira (88) e Lourenço (89).

Assistência: Cerca de 500 espectadores.

Fonte: Ojogo, Tozé Marreco destrói defesa portimonense

Vítor Oliveira: «No geral fomos superiores»

Vítor Oliveira mostrou-se contente com a justiça do resultado com que o Desportivo de Aves derrotou o Portimonense, por 3-2. Ainda assim frisou que a sua equipa dispôs de mais oportunidades de golo e lamentou o último golo dos algarvios.

"A primeira parte foi equilibrada, mas na segunda entrámos mais fortes e fomos superiores no cômputo geral", afirmou, referindo ainda que os dois golos de vantagem colocavam o Aves numa "posição mais confortável".

"Foi pena, mas partimos em vantagem o que é sempre benéfico e vamos lá discutir o resultado e a passagem à fase seguinte", assegurou o técnico da equipa da Vila das Aves.

Fonte: Recor,Vítor Oliveira: «No geral fomos superiores»

Vítor Oliveira: «Palavra a dizer»

Vítor Oliveira acredita que o Aves pode ter uma palavra a dizer nesta eliminatória da Taça da Liga. “Queremos seguir em frente”, assume, de pronto, o treinador. “Sabemos que o Portimonense tem melhores armas do que nós, mas numa eliminatória destas, a dois jogos, também teremos uma palavra a dizer. O favoritismo está do lado deles, mas o Aves também terá, pelo menos, a obrigação de discutir o resultado”, diz.

O jogo de hoje assinala o reencontro de João Pedro e Vasco Matos com o Portimonense, dois atletas que participaram na campanha que marcou o regresso dos algarvios à Liga. Será igualmente um jogo peculiar para Vítor Vinha, que no defeso esteve a um passo de se mudar para Portimão.

Fonte: Record, Vítor Oliveira: «Palavra a dizer»

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Pedro Cervantes e Hélder Godinho falham Portimonense

As ausências de Pedro Cervantes e Hélder Godinho são as principais notas dos convocados do Desportivo das Aves para a receção ao Portimonense, na quinta-feira, na primeira mão da segunda fase da Taça da Liga.

Pedro Cervantes saiu tocado na segunda parte do jogo com o Varzim, no domingo, a contar para a Liga de Honra, que marcou a estreia do treinador Vítor Oliveira no comando técnico do Aves.

Também Hélder Godinho, o habitual guarda-redes titular no campeonato, não entrou nas opções do novo técnico para a partida com a equipa algarvia, mas por opção, entrando para o seu lugar Hugo Ferreira.

Ainda de fora ficou Marco Cláudio, com uma lesão muscular de pouca gravidade, informou fonte do clube avense.

De regresso aos eleitos estão ainda Leandro, recuperado da lesão que o afastou do último jogo, e Nélson Pedroso.

O jogo tem lugar às 18 e 30 de quinta-feira no estádio do Clube Desportivo das Aves, e será arbitrado por Jorge Ferreira, de Braga.

A lista de convocados do Desportivo das Aves:

Guarda-redes: Rui Faria e Hugo Ferreira.

Defesas: Tiago Valente, Vítor Vinha, Gonçalo, João Pedro, Marco Airosa, Leandro e Nélson Pedroso.

Médios: Grosso, Lourenço, Pedro Pereira, der Diego, Júlio César e Luisinho.

Avançados: Rabiola, Tozé Marreco e Vasco Matos.

Fonte: Record, Pedro Cervantes e Hélder Godinho falham Portimonense

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Airosa em dúvida para Taça da Liga

A semana do Desportivo das Aves, será mais longa do que o habitual e não inclui qualquer folga, isto porque a formação de Vitor Oliveira, que se estreou oficialmente no banco dos avenses com um empate na Póvoa de Varzim, joga depois de amanhã(18.30 horas), frente ao Portimonense, para a Taça da Liga. O adiamento desta partida com os algarvios, que estava inicialmente agendada para amanhã, implicou também a mudança da data da sexta jornada da Liga de Honra, com a recepção ao Fátima adiada para segunda-feira(15.30 horas).
Marco Airosa e Sérgio Carvalho, ambos com queixas físicas, são hoje reavaliados e só assim é que as dúvidas quanto à presença de ambos no encontro com o Portimonense poderão ser dissipadas.

Fonte: Abola, 26 de Outubro de 2010

Dirigentes desconfiados

A Comissão Administrativa do Aves está "em reflexão" e promete uma reação para breve. Em causa estão "vários fatores estranhos que têm marcado a Liga Orangina", afirmou Joaquim Pereira. O penálti que resultou no empate do Varzim foi contestado pelos adeptos avenses e está na origem do descontentamento. "Há coisas que não estão a bater certo. Mas, para já, não nos queremos precipitar. Mais tarde iremos falar sobre aquilo que não estamos a gostar", acrescentou o dirigente.

Fonte: Record, 26 de Outubro de 2010

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Varzim 1 - 1 Aves

O anfitrião Varzim e o Desportivo das Aves não foram este domingo além de um empate, 1-1, em partida da 5.ª jornada da Liga Orangina.

A igualdade acaba por ser lisonjeira para a turma da casa, que só conseguiu reagir ao domínio do adversário na segunda parte, beneficiando de uma grande penalidade para chegar ao empate.

Os avenses entraram com maior determinação na partida, e não demoraram a assumir o controlo do desafio, com uma postura mais ofensiva.

Rabiola, o mais determinado dos visitantes, criou o primeiro lance de perigo, logo aos 4 minutos, numa boa desmarcação, cujo remate mereceu excelente defesa de Ricardo.

No Varzim, as dificuldades em impor o futebol eram imensas, com a equipa sem soluções na intermediária, o que precipitava a inoperância do setor ofensivo.

O Aves disso tirou partido nas suas investidas e, apesar das falhas na finalização, aproveitou um deslize da defensiva poveira para se adiantar no marcador, aos 28 minutos, na sequência de um contra-ataque concluído com cruzamento da esquerda de Rabiola e Pedro Santos, ao primeiro poste, a desviar para sua própria baliza, fazendo autogolo.

Na segunda parte, com as entradas de Salvador, Ruben Saldanha e, mais tarde, Bruno Moreira, o Varzim ganhou a dinâmica que nunca tinha tido, conseguindo equilibrar a partida.

Ainda assim, as melhores oportunidades continuaram a pertencer aos avenses, que geriam com acerto a vantagem, até ao minuto 75, altura em que surgiu uma grande penalidade para o Varzim.

Decisão muito duvidosa do árbitro Diogo Santos, a punir falta de Tiago Valente sobre Bruno Moreira. Na conversão do castigo, Tiago Carneiro empatou.

A partir daí, o jogo foi disputado em alta rotação até ao final, com ambos os conjuntos a levarem a bola aos 'ferros', mas sem conseguirem desfazer o empate.

Varzim: Ricardo, Tiago Lopes, Pedro Santos, Neto, Hugo Costa (Salvador, 55), Tito, Tito Silva (Bruno Moreira, 64), Tiago Terroso, Dédé (Rúben Saldanha, 55), Rafael, e Tiago Carneiro.

Desportiva das Aves: Hélder Godinho, Marco Airosa (Grosso, 71), Tiago Valente, João Pedro, Vítor Vinha, Lourenço, Júlio César, Pedro Cervantes (Marco Cláudio, 65), Vasco Matos, Rabiola e Luisinho (Pedro Pereira, 79).

Árbitro: Diogo Santos (Aveiro).

Ação disciplinar: Cartão Amarelo para Neto (23), Hugo Costa (27), João Pedro (57), Salvador (60), Tito (60 e 90), Lusinho (73), Tiago Valente (75), Grosso (82). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para para Tito (90).

Assistência: Cerca de 1500 espetadores.

Fonte: Record, Varzim 1 - 1 Aves

domingo, 24 de outubro de 2010

Arranca o capítulo Vítor Oliveira

A estreia de Vítor Oliveira no banco do Aves é o principal atractivo em redor do jogo de hoje. O treinador é o protagonista de uma história na qual entrou com o objectivo de levar a equipa à subida de divisão. Três derrotas consecutivas, uma delas em casa, com o Louletano, para a Taça de Portugal, levaram os responsáveis a mudar a página, ou seja, substituir Micael Sequeira. De resto, os quatro pontos conquistados soam a muito pouco para uma equipa que apostou forte esta época, sendo, inclusive, considerada uma das candidatas principais aos lugares de subida, ainda que na competitiva Liga Orangina tal rótulo seja difícil de atribuir. O desafio começa com o Varzim, que procura ainda a primeira vitória na prova. E terá de a conquistar sem os laterais - Caetano e Telmo - habitualmente titulares.

Estádio do Varzim SC, Póvoa de Varzim

Árbitro Diogo Santos (AF Aveiro)

Varzim | Ricardo Neves; Tiago Lopes, Pedro Santos, Neto e Hugo Costa; Tito, Tiago Terroso e André Carvalho; Salvador, Rafael e Tiago Carneiro.

Outros convocados: Avelino, Campinho, Rúben Saldanha, Tito Silva, Bruno Moreira, Dedé, Gonçalo Graça e Rui André.

Treinador Eduardo Esteves

Aves | Hélder Godinho; Marco Airosa, Tiago Valente, Gonçalo e Vítor Vinha; Júlio César, Pedro Cervantes e Marco Cláudio; Vasco Matos, Rabiola e Luisinho.

Outros convocados: Rui Faria, João Pedro, Grosso, Lourenço, Éder Diego, Pedro Pereira e Tozé Marreco.

Treinador Vítor Oliveira

Fonte: Ojogo, Arranca o capítulo Vítor Oliveira

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Três à espera de reavaliação

Três semanas depois, o Aves prepara-se para voltar à competição, naquela que será a estreia de Vítor Oliveira. Para o jogo na Póvoa, o técnico espera a recuperação de Rui Faria, Marco Claúdio e Leandro.

Fonte: Ojogo, Três à espera de reavaliação

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Rui Faria ressentiu-se

O guarda-redes Rui Faria ressentiu-se do estiramento do ligamento do joelho direito e voltou a parar. O guarda - redes lesionou-se no jogo-treino de anteontem com o V. Guimarães - vitória dos avenses na Cidade Berço por 3 - 1 - e deverá ficar afastado dos relvados nos próximos dias. Relegado para suplente na presente temporada, face à chegada de Hélder Godinho, o guardião não deverá estar em risco de falhar nenhum encontro oficial porque a equipa, agora orientada por Vítor Oliveira, já foi eliminada da Taça de Portugal. Na altura, recorde-se Micael Sequeira ainda era o treinador e, mesmo em casa, a formação nortenha não conseguiu superiorizar-se ao Louletano(2º Divisao).
Sérgio Carvalho será reavaliado pelo departamento médico no dia de hoje. O defesa - central voltou a queixar-se de um problema antigo num dos joelhos e falhou o treino de ontem - já não tinha jogado em Guimarães.

Fonte: Record, 15 de Outubro de 2010

Lourenço elogia a experiência do novo treinador

O arranque aquém das expectativas e que resultou na troca de líder na equipa técnica, poderá ser ultrapassado "com muito trabalho", como nos garantiu o médio Lourenço, convencido que o Aves tem valor para estar mais perto dos primeiros lugares. "Temos um bom plantel e precisamos de estar unidos", afirmou, antes de elogiar Vítor Oliveira, com quem já trabalhou no Leixões:"Pode trazer coisas novas ao grupo.É mais experiente (do que Micael Sequeira) e penso que poderá tirar o melhor rendimento dos jogadores."
Por isso, Lourenço está convencido de que o Aves vai deixar os últimos lugares da tabela."É muito cedo para dizermos que é uma situação preocupante. Vamos tentar entrar no melhor rumo, sempre a ganhar". O médio recusa a ideia de que o facto de o clube ser apontado como um dos principais favoritos à subida tenha influenciado o seu rendimento:"Nós até tínhamos começado bem a época. Entretanto, surgiram estas três derrotas consecutivas, mais isso não nos abalou", defende.
Agora, é urgente ganhar!"Somos mesmo obrigados a vencer os próximos jogos se queremos estar perto dos primeiros lugares", precisou. A subida de divisão, apesar dos últimos deslizes, não deixa de estar no horizonte dos jogadores."Com este plantel temos obrigação de acreditar que podemos subir. Esse é o objectivo principal do nosso balneário. Sabemos das capacidades que temos e vamos fazer para ajudar o Aves a subir à Liga", conclui.

Fonte: Record, 15 de Outubro de 2010

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

V. Guimarães 1 - 3 Aves: Resumo

video

V. Guimarães 1 - 3 Aves

Aproveitando o hiato do campeonato nacional, em virtude dos compromissos da Selecção Nacional, o Vitória agendou para esta tarde um particular com o Desportivo das Aves.

Numa partida jogada a bom ritmo, foi a formação da Vila das Aves quem primou pela eficácia e, por esse motivo, mereceu sair do Complexo com o triunfo.

Rabiola abriu o activo à passagem da meia-hora, enquanto João Paulo empatou logo a seguir. Antes do intervalo, o Aves colocou-se novamente em vantagem com um golo apontado pelo médio Lourenço (ex-Vitória).

No reatamento do segundo tempo, Pedro Pereira fixou o resultado final, num teste realizado no Complexo da Unidade. Odefesa N'Diaye abandonou o jogo com queixas físicas, entrando para o seu lugar o defesa Ricardo. O maliano sofreu uma entorse no tornozelo direito e esta quinta-feira será reavaliado.

No segundo tempo, o Vitória tentou anular a vantagem da equipa avense mas foi precisamente o adversário a fixar o resultado em 3-1, através do avançado Pedro Pereira.

Num jogo em que o resultado era o que menos interessava, registe-se a lesão de Mahamadou N’Diaye. O maliano sofreu uma entorse no tornozelo direito e será reavaliado durante o dia de amanhã.

VITÓRIA (1ª Parte) – Serginho, Pereirinha, João Paulo, N’Diaye (Ricardo), Bruno Teles, Flávio, Edson, Jorge Ribeiro, Rui Miguel, Maranhão e William.

VITÓRIA (2ª Parte) – Nilson, Alex, João Paulo, Ricardo, Jorge Ribeiro, Cléber, João Alves, João Ribeiro, Toscano, Targino e Edgar.

Aves (1ª Parte) - Rui Faria, Marco Airosa, João Pedro,Tiago Valente, Vitor Vinha, Júlio César, Lourenço, Pedro Cervantes, Rabiola, Dani, Pedro Pereira.

Fonte: Vitoria Sport Clube Site Oficial, V. Guimarães 1 - 3 Aves

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Uma semana preenchida

Não há tempo a perder na Vila das Aves. Aproveitando o facto de a equipa já ter sido eliminada da Taça de Portugal, o novo técnico dos avenses, Vítor Oliveira, quer aproveitar no máximo o hiato competitivo para ver em acção todos os elementos que compõem o plantel.
Dessa forma, e depois de ontem o Aves ter jogado no Estádio Axa e hoje em Guimarães, os responsáveis avenses já agendaram um novo ensaio para sábado de manhã,às 10 horas, no terreno do Vizela, formação que milita na 2ºDivisão.
Apenas com Xano na fase final da recuperação de uma intervenção ciúrgica,Vitor Oliveira tem todo o grupo de trabalho à sua disposição para atacar em força o regresso à competição.

Fonte: Abola, 13 de Outobro de 2010

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Faria e Godinho operacionais

Menos dores de cabeça para Vítor Oliveira. O treinador já contou ontem em pleno com os guarda-redes Rui Faria e Hélder Godinho, recuperado de um estiramento e contractura musculares, respectivamente. Os dois atletas trabalharam juntamente com os companheiros sem quaisquer limitações e, inclusive, já devem actuar esta manhã em Braga, num jogo-treino agendado para o Estádio AXA.
Tendo em conta o hiato competitivo, motivado pelos compromissos da Selecção Nacional, o sucessor de Micael Sequeira no comando técnico dos avenses procurará nos próximos dias recuperar animicamente a equipa e perceber como se encontram os atletas.
Nessa conformidade, o apronto matinal de hoje com os arsenalistas servirá para o técnico aferir a qualidade dos atletas que compõem o plantel.
Tendo em conta o facto de os avenses já terem sido eliminados da Taça de Portugal, é crível que os responsáveis avenses agendem para sábado um encontro particular com uma equipa que já não esteja em prova

Fonte: Abola, 12 de Outubro de 2010

Bracarenses batem Aves em jogo-treino (2-1)

O Sp. Braga venceu, esta terça-feira, o Aves, por 2-1, em jogo-treino onde Domingos Paciência aproveitou para utilizar os jogadores que alinharam menos tempo no jogo da Taça de Portugal, com o 1.º de Dezembro.

Os golos da partida foram apontados por Hugo Viana, aos 70 minutos, Keita, aos 89', e por Lourenço, que reduziu de grande penalidade, aos 90'.

O jogo foi azarado para os minhotos, que viram Mossoró e Paulão abandonarem o terreno de jogo mais cedo, devido a lesão.

O plantel dos bracarenses cumpre amanhã um dia de folga, começando depois a preparar o embate de dia 19, frente ao Partizan, a contar para a 3.ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Fonte:Record, Bracarenses batem Aves em jogo-treino (2-1)

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Varzim e Aves utilizam mais portugueses

O Varzim e o Desportivo das Aves são as equipas mais portuguesas das ligas profissionais, enquanto o Sporting é, dos "três grandes", a equipa que mais futebolistas lusos utilizou nas primeiras sete jornadas.

Nas primeiras quatro jornadas da Liga de Honra, o Varzim já utilizou 18 jogadores, 16 dos quais portugueses.

Ao nível da taxa de utilização, o Desportivo das Aves, também da Liga de Honra, é o conjunto que mais vezes colocou em campo jogadores portugueses, que representam 89,3 por cento do total da equipa.

Como tem sido habitual nas últimas temporadas, o Sporting é dos "grandes" a equipa que mais portugueses faz alinhar.

O técnico dos "leões", Paulo Sérgio, já usou 18 jogadores, 12 dos quais lusos, que foram utilizados 66 vezes, o que representa uma taxa de utilização de 67,4 por cento.

Dos 21 futebolistas utilizados pelo campeão Benfica, apenas cinco são portugueses, o mesmo número de argentinos e menos dois que brasileiros.

O líder FC Porto usou tantos portugueses como os "encarnados", num plantel muito sul-americano - Brasil (seis), Uruguai (três), Argentina (dois) e Colômbia (dois).

Já o Sporting de Braga, vice-campeão, também utilizou apenas cinco portugueses, um quinteto bem aquém dos 13 brasileiros que já atuaram pelo clube minhoto.

Na liga principal, os opostos são o Rio Ave, que já apresentou 16 portugueses, e o Marítimo, que tem em Ricardo Esteves o único luso utilizado.

Vitória de Guimarães (50 por cento), Académica (52,5), Paços de Ferreira (54,6), Sporting (66,6), Beira-Mar (57,9) e Rio Ave (80) são as únicas equipas da Liga que têm pelo menos metade de portugueses nos jogadores utilizados.

Por seu turno, na Liga de Honra, apenas o Estoril-Praia tem uma percentagem de jogadores portugueses utilizados inferior a 50 por cento.

Ao todo, no primeiro escalão, já foram utilizados jogadores de 33 nacionalidades, com Portugal a ter apenas mais oito jogadores do que o Brasil, representado nos 32 clubes das competições profissionais.

Académica, Sporting de Braga, União de Leiria, Nacional da Madeira, Portimonense e Marítimo são os clubes mais abrangentes, com sete nacionalidades representadas em cada.

Na Liga de Honra, estão representadas 21 nacionalidades, com claro predomínio luso, uma vez que 197 portugueses já foram utilizados, 63,9 por cento do total.

Fonte: Record, Varzim e Aves utilizam mais portugueses

domingo, 10 de outubro de 2010

À espera dos guarda-redes

Vítor Oliveira deverá ter boas notícias já na próxima segunda-feira, uma vez que a dupla de guarda-redes do Aves, Hélder Godinho e Rui Faria, já deverão estar aptos para trabalhar sem limitações, depois de uma paragem forçada por lesão. Entretanto, o novo técnico deu o dia de hoje de folga, estando o regresso ao trabalho previsto para amanhã.

Fonte: Ojogo, À espera dos guarda-redes

sábado, 9 de outubro de 2010

A boa pressão de Vítor Oliveira

O plantel do Aves iniciou ontem um novo capítulo com a chegada de Vítor Oliveira para orientar a equipa. Apesar de o objectivo não ser assumido pelos dirigentes, foi com o intuito de regressar ao convívio dos grandes que Vítor Oliveira foi contratado para suceder a Micael Sequeira. O técnico natural de Matosinhos, reconhece essa pressão, inerente ao seu currículo, onde constam já cinco subidas ao escalão maior. "Não me posso queixar deste tipo de pressão, quem dera a muitos treinadores estarem onde eu estou, num clube com condições para entrar nessa luta. Essa é a boa pressão", afirmou o técnico, que, no entanto, deixou bem claro ser, para já, tempo de análise. "Não quero falar em subidas para já, este é o meu primeiro dia e estou apenas a observar. Conheço alguns jogadores porque trabalhei com eles, outros porque já os defrontei, mas desconheço ainda a real capacidade deste plantel", explicou Vítor Oliveira, que não deixou de enaltecer o trabalho do seu antecessor, antes de deixar as linhas do que serão os objectivos do Aves a curto prazo. "A equipa está bem trabalhada sem dúvida nenhuma, o que é mérito da equipa técnica anterior, agora vamos tentar com calma adaptar o grupo às nossas ideias e a uma nova forma de trabalhar", referiu o treinador, deixando bem claro que a prioridade é voltar às vitórias. "Não vou pensar em subidas, mas sim em conseguir que voltemos a ganhar já com o Varzim. Isso é o mais importante", concluiu o sucessor de Micael Sequeira.

5

Cinco foram as subidas à I Liga que Vítor Oliveira já conseguiu. A última foi em 2007/08, ao serviço do Leixões

Fonte: Ojogo, A boa pressão de Vítor Oliveira

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Vítor Oliveira ao leme até final da temporada

Vítor Oliveira é o novo treinador do Desportivo das Aves, 13.º classificado da Liga Orangina, tendo rubricado um contrato até ao final da temporada, revelou à Agência Lusa uma fonte do clube.

Vítor Oliveira vai orientar sexta feira de manhã o primeiro treino do Desportivo das Aves, avançou à Lusa o presidente da comissão administrativa do clube, Armando Silva.

O treinador, de 56 anos, começou a sua carreira no Portimonense, em 1984/85, tendo depois passado pelo Maia, Paços de Ferreira, Gil Vicente, Vitória de Guimarães, Académica, União de Leiria, Sporting de Braga, Belenenses, Moreirense, Leixões (onde em 2008/09 experimentou o cargo de diretor desportivo) e de novo União de Leiria antes de, na época passada, ter ingressado no Trofense, onde não terminaria a época.

O Desportivo das Aves rescindiu segunda feira com o anterior técnico, Micael Sequeira, depois de a equipa ter averbado a sua terceira derrota consecutiva: duas para o campeonato e uma para a Taça de Portugal, em casa, ante uma equipa da II divisão, o Louletano.

Fonte: Record, Vítor Oliveira ao leme até final da temporada

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Vitinha faz a transição

O sucessor de Micael Sequeira no comando técnico do Aves só deverá ser conhecido no final desta semana. Armando Silva, o presidente do clube Avense, garantiu a A BOLA que "não há pressa na escolha do novo treinador",confirmando que os dois treinos de hoje serão dirigidos por Vitinha, homem da casa que já fazia parte da anterior estrutura técnica, António Freitas e Miguel Marques também farão parte da equipa técnica que assegurará a transição.
Armando Silva deixou bem clara a ideia de que "ainda não há nomes" como hipóteses mais forte, mas no dia de ontem já foram correndo as possibilidades de Neca e José Mota.
Objectivos Intactos
O presidente do Desportivo das Aves explicou que esta chicotada psicológica se deveu "aos maus resultados" e ás "expectativas de subida que foram criadas pelo próprio treinador"."Os resultados não estavam a ser os melhores e tivemos que tomar uma decisão. Achámos que era preciso mudar",insistiu Armando Silva.
Uma mudança técnica tomada antes da quinta jornada faz com que os objectivos de subida do clube estejam intactos: é que apesar do modesto 13º lugar, a equipa minhota está a apenas três pontos do segundo posto.
Um dia depois da saída de Micael Sequeira, seria normal que os responsáveis avenses dessem prioridade à questão da mudança de treinador. Mas, afinal, foram as declarações do presidente do Gil Vicente que dominaram as atenções dos dirigentes do Desportivo das Aves durante o feriado...

Fonte: A Bola, & de Outubro de 2010