segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Aves 1 - 1 Trofense: Golos

Aves 1 - 1 Trofense

Desportivo das Aves e Trofense empataram este domingo, a um golo, na 9.ª jornada da Liga Orangina, resultado penalizador para os da Trofa, que assim perdem o 2.º lugar para o Arouca.

Uma entrada em grande do Trofense surpreendeu o Aves, de tal modo que o golo relativamente madrugador de Moustapha, surgiu na quarta situação de perigo para a baliza de Hélder Godinho. O Aves, apresentou-se com diversas alterações no onze, nomeadamente Vasco Matos a defesa direito, Gonçalo a trinco, ao lado de Júlio César, e Luisinho mais recuado, nas costas de Éder Diego, mas a equipa não foi capaz de assentar o seu jogo, apesar de o Trofense ter aliviado a pressão após o golo.

Ao intervalo, Vítor Oliveira fez entrar Lourenço e Marco Cláudio, fazendo a equipa voltar a uma disposição mais consentânea com as suas características habituais.
Já na fase final (82 minutos), Tozé Marreco salvou os avenses da segunda derrota consecutiva em casa, com um excelente cabeceamento, devolvendo justiça ao marcador, face ao melhor desempenho dos anfitriões após o intervalo.

Recurso ao mercado é medida urgente para Vítor Oliveira

Vítor Oliveira e a sua equipa foram assobiados pelos adeptos do Aves no fim do jogo com o Trofense. O empate comprometeu o futuro da equipa, que se mantém nos últimos lugares da Liga. Por causa deste cenário, o técnico deu a entender que a solução passa pelo recurso ao mercado. "Há-que resolver, internamente, esta situação. Esta equipa tem lacunas", admitiu.

Aves -Trofense, 1-1

Marcadores:

0-1, Moustapha, 10 minutos.

1-1, Tozé Marreco, 82'.

Equipas:

Aves: Hélder Godinho, Vasco Matos, Tiago Valente, João Pedro, Vítor Vinha, Gonçalo (Lourenço, 46), Júlio César, Luisinho, Pedro Pereira (Tozé Marreco, 66), Éder Diego (Marco Cláudio, 46) e Rabiola.

(Suplentes: Rui Faria, Grosso, Nelson Pedroso, Lourenço, Marco Cláudio, Fary e Tozé Marreco).

Trofense: Alex Alves, João Dias, Pedro Ribeiro, Luís Eduardo, Igor, Tiago, Varela, Nildo (Zé Manel, 90+3), Bahin, Serginho (Licá, 86) e Moustapha (Filipe Gonçalves, 74').

(Suplentes: Janota, Filipe Gonçalves, Reguila, Zé Manel, Nikiema, Ouattara e Licá).

Árbitro: Elmano Santos (Madeira).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Alex Alves (27), Luís Eduardo (37), Éder Diego (42), Igor (44), Pedro Ribeiro (53), João Pedro (54), Tiago Valente (55), Vasco Matos (58), Júlio César (64), Rabiola (73), Nildo (79) e João Dias (83), Tiago (85).

Declarações

"O Trofense esteve melhor na primeira parte, mas nós fomos superiores na segunda, pela raça e vontade de ar a volta ao resultado"

Vítor Oliveira, treinador do Aves

Assistência: cerca de 1000 espectadores.

Fonte: Record, Aves 1 - 1 Trofense

Ojogo, Aves 1 - 1 Trofense

domingo, 28 de novembro de 2010

Vizinhos só podem jogar ao ataque

A derrota caseira na última jornada, diante do Penafiel, trocou as voltas ao Aves, que queria fazer o pleno nos dois jogos consecutivos no seu reduto. A equipa de Vítor Oliveira, que conhece como poucos o adversário que defronta, está assim sedenta de pontos, e o comboio dos que lutam pela subida começa a fugir. Por outro lado, a queda para os perigosos lugares da despromoção passa a ser um cenário a ter em conta. Esta realidade confere ao dérbi uma importância vital para os avenses.

Já o Trofense surge em Vila das Aves revigorado pela ascensão ao topo da classificação, embora em parceria com o Gil Vicente. A equipa de Porfírio Amorim já não perde desde a primeira jornada, quando visitou Barcelos, e procura agora a quarta vitória consecutiva, na tentativa de tirar partido de um eventual deslize dos gilistas em Moreira de Cónegos. Para tal, quer aproveitar a subida de rendimento de Bahin; o avançado costa-marfinense demorou o seu tempo a adaptar-se ao nosso futebol, mas já participou em cinco jogos e marcou dois golos, o último dos quais na jornada passada, na vitória tangencial diante do Estoril.

Equipas prováveis

Estádio do CD das Aves

Árbitro Elmano Santos (AF Madeira)

Aves | Hélder Godinho; Grosso, Tiago Valente, João Pedro e Vítor Vinha; Júlio César, Lourenço e Pedro Pereira; Luisinho, Vasco Matos e Rabiola

Outros convocados: Rui Faria, Gonçalo, Nélson Pedroso, Éder Diego, Marco Cláudio, Tozé Marreco e Fary

Treinador Vítor Oliveira

Trofense | Alex Alves; João Dias, Varela, Luiz Eduardo e Igor; Tiago, Filipe Gonçalves e Serginho; Moustapha, Bahin e Nildo

Outros convocados: Ricardo Janota, Pedro Ribeiro, Nikiema, Reguila, Ouattará, Licá e Zé Manel

Treinador Porfírio Amorim

Fonte: Ojogo, AVES - TROFENSE

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Sem areia na engrenagem

Segue sem sobressaltos o plano de treinos para o jogo com o Trofense. Leandro, Cervantes para o duelo com o vizinho.

Fonte: Abola, 25 de novembro de 2010

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

NOMEAÇÕES DA 9.ª JORNADA

Já a receção do Aves ao Trofense, que é 2.º classificado com os mesmos pontos dos gilistas, vai ser dirigida pelo madeirense Elmano Santos.


Nomeações da 9.ª jornada:

Varzim-Feirense, André Gralha (Santarém)
Penafiel-Arouca, Luis Catita (Évora)
Fátima-Freamunde, Diogo Santos (Aveiro)
Estoril-Leixões, João Capela (Lisboa)
D. Aves-Trofense, Elmano Santos (Madeira)
Moreirense-Gil Vicente, Artur Soares Dias (Porto)
Oliveirense-Santa Clara, Hugo Pacheco (Porto)
Belenenses-Sp. Covilhã, Bruno Esteves (Setúbal)

Fonte: Record, NOMEAÇÕES DA 9.ª JORNADA

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Já chega de voos picados

Embora ainda faltem disputar muitas jornadas, há plena consciência na Vila das Aves de que é necessário voltar a somar pontos e encurtar a distância para a zona de promoção, que nesta altura está a sete pontos.
O hiato competitivo motivado pelos compromissos da Selecção Nacional, e também de uma eliminatória da Taça de Portugal, serviu para o técnico Vítor Oliveira limar algumas arestas naquele que é considerado por muitos um dos plantéis mais fortes da Liga Orangina.
Essa aposta, contudo, não se está a traduzir em resultados, como atestam as duas derrotas consecutivas averbadas diante de Estoril(Fora) e Penafiel(Casa). Mas Vítor Oliveira, um dos treinadores portugueses com um vasto currículo e que conta na sua carreira com várias subidas de divisão, sabe de antemão que o objectivo nesta prova é ganhar em casa e pontuar fora e, acima de tudo, estar bem posicionado no último terço do campeonato para atacar em força a subida.
O próximo compromisso na Liga Orangina dos avenses terá a particularidade de proporcionar o reencontro entre Vítor Oliveira e o Trofense, um dos lídares da prova e clube que orientou na época passada.
Será um verdadeiro teste às reais capacidades da formação das Aves, que tem tido alguns voos picados mas que deseja, a todo o transe, levantar de uma vez por todas rumo à direcção traçada:a Liga.

Fonte: Abola, 23 de novembro de 2010

Líder Armando Silva Identifica "Culpados"

O Aves somou 8 pontos em 24 possíveis, ou seja, um terço do rendimento máximo que poderia ter por esta altura no campeonato. O líder Armando Silva é o primeiro a reconhecer que "os resultados estão aquém das expectativas",identificando os dois principais culpados do arranque que, para já, deixa o sonho da subida distante. "Temos tido azar em alguns jogos e há outros em que fomos prejudicados pelas arbitragens", comentou", prosseguindo a sua análise:"Para agravar, agora temos registado várias lesões."
O plantel e a nova equipa técnica, liderada por Vítor Oliveira, estão assim ilibados. "É lógico que pretendíamos ter mais pontos, levando em conta o valor da equipa que formámos, mas não estamos desiludidos com os jogadores e temos 100 por cento de confiança no treinador. Ainda vamos muito a tempo de recuperar e em breve vamos estar perto dos lugares cimeiros", vaticinou o presidente.

Jackpot
Ainda uma palavra para o sorteio "favorável" da Taça da Liga. "Temos dois jogos em casa, o que é bom para nós em termos de custos, e esperamos fazer uma boa receita na receção ao Benfica", finalizou.

Fonte: Record, Terça - Feira, 23 de novembro de 2010

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Aves: Vítor Oliveira e o aliciante de defrontar o Benfica

Vítor Oliveira, treinador do Desportivo das Aves, ficou agradado com o sorteio da Bwin Cup, até porque, como o próprio refere, vai ter «dois jogos em casa».

Olhando à competição, Vítor Oliveira admite que é «motivadora», sobretudo no seu caso, dado que tem o Benfica como um dos opositores.

«É sempre aliciante defrontar o Benfica e mais ainda porque o jogo será disputado em nossa casa», lembra.

Quanto às expectativas, ânimos refreados: «Vamos ver jogo a jogo. O primeiro será, para nós, e teoricamente, o menos complicado, porque é em casa e frente ao Olhanense, mas o Olhanense também é uma equipa difícil», conclui.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Boavista sábado de manhã

O Desp. das Aves recebe sábado, às 10 horas, o Boavista(II Divisão) em jogo de preparação.

Fonte: Abola, Quinta-feria 18 de Novembro de 2010

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Deslize motiva alerta ás tropas

Seguramente que Vítor Oliveira irá ter hoje, no regresso aos trabalhos, uma conversa com os seus atletas. A equipa é uma série candidata á súbida de divisão, mas tem perdido muitos pontos para os primeiro classificados. Apesar de os avenses terem dominado o encontro com o Penafiel, não conseguiram anular o golo marcado pelo conjunto orientado por Lázaro Oliveira. Há alguma preocupação, mas o campeonato é longo e o técnico Vítor Oliveira, uma velha raposa do futebol português, sabe de antemão que o importante é estar bem classificado no último terço da prova. Leandro saiu lesionado na partida de domingo, com um problema na coxa e vai ser reavaliado.

Fonte: Abola, Terça-Feira 16 de Novembro de 2010

domingo, 14 de novembro de 2010

Aves 0 - 1 Penafiel

O Penafiel foi hoje à Vila das Aves vencer o Desportivo local (1-0) com um golo solitário de Jardel e, à 8.ª jornada, isolou-se na terceira posição da Liga Orangina.

O único golo da partida surgiu cedo, aos 14 minutos, numa altura em que o equilíbrio era a nota dominante. Na sequência de um livre da esquerda, Michel rematou para defesa de Hélder Godinho e Jardel fez a recarga com sucesso.

O Desportivo das Aves, apesar de ter jogado com mais um jogador durante quase toda a 2.ª parte, não conseguiu anular a desvantagem e desperdiçou a oportunidade de entrar na primeira metade da tabela classificativa.

A equipa da casa nunca teve grande discernimento a atacar, insistindo muito em cruzamentos e apenas poucos instantes antes do intervalo (45') esteve perto de marcar, já que o centro de Pedro Pereira, depois de uma boa jogada pela esquerda, ia traindo Márcio Ramos, mas a bola bateu no poste e Tozé Marreco não conseguiu emendar para a baliza.

A segunda parte começou praticamente com a expulsão algo forçada (por acumulação de cartões amarelos) do defesa esquerdo do Penafiel, Stephane, e pouco depois (59') Digão cortou no limite um centro que Rabiola se preparava para transformar em golo.

Desportivo das Aves - Penafiel, 0-1

Marcador:

0-1, Jardel, 14'

Desportivo das Aves: Hélder Godinho, Leandro (Grosso, 47'), Tiago Valente, João Pedro, Vítor Vinha, Júlio César, Lourenço (Éder Diego, 66'), Pedro Pereira, Luisinho, Vasco Matos (Rabiola, 46'), Tozé Marreco.

Penafiel: Márcio Ramos, Dias, Sandro, Digão, Stephane, Rafa (Hugo Soares, 59'), Bruno Madeira, Manoel (Elizio, 55'), Jardel, Diogo Rosado (Ferreira, 73'), Michel.

Árbitro: Cosme Machado, de Braga.

Ação disciplinar: cartão amarelo para Rafa (15'), Sandro (20'), Luisinho (21'), Stephane (24' e 52'), Manoel (35'), Digão (38'), Tozé Marreco (39'), Júlio César (43'), Tiago Valente (72'), Rabiola (86'), Jardel (90'+3), Márcio Ramos (90'+5); cartão vermelho para Stephane (52').

Assistência: Cerca de 800 espectadores.

Fonte:Record, Aves 0 - 1 Penafiel

sábado, 13 de novembro de 2010

À espera de Cervantes e Marco Airosa

Vítor Oliveira espera pelos testes decisivos de Pedro Cervantes e Marco Airosa, marcado para hoje, para saber se estão aptos a jogar frente ao Penafiel. Os dois atletas contratados na pré-época pela Direcção de Armando Silva estão parados há duas semanas. O presidente do Aves tenta igualar os feitos das direcções de Armado Almeida, António Freitas e Joaquim Pereira, que sempre sob a batuta de Neca conseguiram a subida à I Liga.

Fonte: Ojogo, À espera de Cervantes e Marco Airosa

Fernando Gomes no jantar dos 80 anos do Desp. Aves

Cerca de 200 convidados marcaram presença no jantar do 80.º aniversário do Desp. Aves. Em representação da equipa, marcaram presença o treinador Vítor Oliveira e o «capitão» Sérgio Carvalho.

Entre os presentes estiveram Fernando Gomes, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, bem como Reinaldo Teles, em representação do FC Porto. Toda a família avense esteve reunida numa quinta da vila e os associados almejam o regresso do clube à Liga principal.

No repasto realizaram-se os discursos da praxe e existe a promessa de o clube avense construir uma zona desportiva para a formação e também o futebol profissional.

Fonte: Abola, Fernando Gomes no jantar dos 80 anos do Desp. Aves

Avenses comemoram 80 anos

O Desportivo das Aves comemora hoje o seu 80.º aniversário, realizando à noite um jantar numa quinta da vila.

Haverá uma festa com a presença da Direcção, jogadores, equipa técnica, um repasto onde toda a família avense marcará presença.

Os sócios avenses têm o sonho de ver o clube conseguir a subida de divisão ainda esta época.

Fonte: Abola, Avenses comemoram 80 anos

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

ÁRBITROS PARA A 8.ª JORNADA

Foram conhecidos esta quarta-feira os árbitros nomeados para os jogos da 8ª jornada da Liga Orangina, a realizar-se no próximo fim de semana.


Árbitros para 8ª Jornada da Liga Orangina:

Domingo:

D. Aves - Penafiel, Cosme Machado (Braga)

Fonte: Record, ÁRBITROS PARA A 8.ª JORNADA

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Portimonense 1 - 1 Aves: Resumo

video

PORTIMONENSE 1-1 AVES

O Portimonense foi eliminado da Bwin Cup, após ter empatado, em casa, com o Aves, prevalecendo o resultado de 3-2 da primeira mão. A jogar como favorito, mesmo após a derrota, a equipa algarvia controlou toda a primeira parte. Uma defesa que não comprometia e um bloco sólido no meio-campo anulavam qualquer ataque do Aves e davam liberdade ao ataque para criar situações de perigo. Uma estratégia que deu resultado com o golo (17'), toda fabricada por uma ala esquerda venenosa (Nilson e Ivanildo), que Renatinho concretizou.

A organização dos algarvios, que tinham Litos na bancada, por castigo, foi-se abaixo após o intervalo quando Vítor Oliveira fez entrar Vasco Matos, dinamizando o ataque. Uma opção que deu resultado quando Éder Diego cruzou para o cabeceamento certeiro de Pedro Pereira. Um Portimonense descaracterizado ainda tentou dar a volta ao texto mas, desesperado, e mesmo a jogar com três centrais mais de 30 minutos, não o conseguiu.

Portimonense 1

Aves 1

Estádio Algarve

Árbitro Paulo Baptista (AF Portalegre)

Pedro Silva I

Ricardo Pessoa

Rúben Fernandes a 58'

Di Fábio

Nilson

Soares

Pedro Silva II

Renatinho a 71'

Ivanildo

Pires

Calvin Kadi a INT

Treinador JoÃo MARTINS

Ivo

André Pinto

Valência

Pedro Moita

Pedro Moreira d 71'

Lito d INT

Pelembe d 58'

Golos 17'[1-0] Renatinho

amarelos 36' Di Fábio, 44' Pires, 64' Pedro Silva II

vermelho Nada a registar

Hélder Godinho

Leandro

João Pedro

Gonçalo

Nélson Pedroso

Grosso a INT

Júlio César

Lourenço

Pedro Pereira a 86'

Rabiola

Éder Diego a 65'

Treinador vítor Oliveira

Rui Faria

Tiago valente

Vítor Vinha d 86'

Vasco Matos d INT

Luisinho d 65'

Tozé Marreco

Fary

Golos 50' [1-1] Pedro Pereira

amarelos 46' Nélson Pedroso, 47' Júlio César,75' Luisinho, 90'+2 João Pedro vermelho Nada a registar

Declarações

"Estamos profundamente tristes. Era importante em termos desportivos e económicos para o clube

João Martins, treinador-adjunto do Portimonense

"Merecemos passar. Entrámos mal e retraídos, mas estivemos melhor na segunda parte e marcámos

Vítor Oliveira, treinador do Aves


Fonte: Ojogo, PORTIMONENSE 1-1 AVES

Desportivo das Aves afasta Portimonense

O Desportivo das Aves, da Liga de Orangina, eliminou esta quarta-feira da Taça da Liga o Portimonense, do escalão principal, ao empatar 1-1, no Estádio Algarve, em Faro, o encontro da 2.ª mão da segunda fase da prova.

O empate desta quarta-feira bastou para que a equipa de Vítor Oliveira se mantenha na Taça da Liga, já que tinha vencido o jogo da primeira mão, por 3-2.

Numa partida de fraca qualidade técnica, o Desportivo das Aves foi a equipa mais eficaz na concretização, tendo marcado o golo que lhe permite continuar na prova numa das duas oportunidades de golo conseguidas ao longo do encontro.

O Portimonense abriu o marcador, aos 16 minutos, após jogada de combinação entre Ivanildo e Nilson, com este último a assistir Renatinho que, ao segundo poste e sem oposição, só teve que encostar o pé.

Até ao intervalo, os algarvios dispuseram de várias situações para virarem o resultado a seu favor, mas Calvin Kadi, Renatinho e Pires, foram incapazes de bater o guarda-redes Hélder Godinho.

No primeiro tempo, o Aves só por uma vez ameaçou a baliza de Pedro Silva, que evitou o golo da igualdade a Eder Diogo.

No segundo tempo, o Portimonense dominou o encontro, construiu várias oportunidades de golo, mas foi incapaz de encontrar a solução para ultrapassar a "fechada" defesa do Aves.

Aos 50', na única ocasião de que dispôs no segundo tempo, o Desportivo das Aves, em jogada de contra ataque, chegou à igualdade, com um golo de Pedro Pereira, após assistência de Eder Diogo.

Depois da igualdade, o Portimonense continuou sem conseguir materializar o seu ascendente, apesar de ameaçar por diversas vezes a baliza defendida por Hélder Godinho, um dos melhores jogadores em campo.

Portimonense - Desportivo das Aves, 1-1

Marcadores:

1-0, Renatinho, 16'

1-1, Pedro Pereira, 50'

Portimonense: Pedro Silva, Ricardo Pessoa, Di Fábio, Ruben Fernandes (Pelembe, 58'), Nilson, Pedro Silva, Soares, Ivanildo, Calvin Kadi (Lito, 45'), Pires e Renatinho (Pedro Moreira, 70').

Desportivo das Aves: Helder Godinho, Leandro, João Pedro, Gonçalo, Nelson Pedroso, Júlio César, Pedro Pereira (Vítor Vinha, 86'), Grosso (Vasco Matos, 45'), Lourenço, Eder Diogo (Luizinho, 65') e Rabiola.

Árbitro: Paulo Batista (Portalegre).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Di Fábio (37'), Pires (44'), Nelson Pedroso (46'), Júlio César (47'), Pedro Silva (64'), Luizinho (75') e João Pedro (90'+1).

Assistência: Cerca de 300 espectadores.

Fonte: Record, Desportivo das Aves afasta Portimonense

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Rabiola de regresso aos convocados

O treinador do D. Aves, Vitór Oliveira, divulgou a lista de convocados para a deslocação ao campo do Portimonense, em jogo a contar para a 2.ª mão da 2.ª fase da Taça da Liga. O regresso de Rabiola, melhor marcador da Liga Orangina, e a ausência de Marco Airosa constituem as principais novidades.

O avançado emprestado pelo FC Porto regressa após cumprir um jogo de suspensão, enquanto que o lateral direito angolano fica de fora devido a uma lesão contraída no passado fim-de-semana, na deslocação ao terreno do Estoril, que resultou numa derrota por 2-0.

O D. Aves parte com vantagem para o segundo jogo, visto ter ganho o primeiro, disputado na Vila das Aves, por 3-2.

O encontro tem lugar pelas 18 horas de quarta-feira, no Estádio do Algarve, arbitrado por Paulo Baptista, de Portalegre.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Hélder Godinho e Rui Faria.

Defesas: Tiago Valente, Vítor Vinha, Gonçalo, João Pedro, Leandro e Nélson.

Médios: Grosso, Lourenço, Pedro Pereira, der Diego, Júlio César e Luisinho.

Avançados: Tozé Marreco, Vasco Matos, Fary e Rabiola.
´
Fonte: Record, Rabiola de regresso aos convocados

sábado, 6 de novembro de 2010

Estoril 2-0 Aves

O Estoril subiu este sábado provisoriamente ao 2.º lugar da Liga Orangina, ao vencer em casa o Aves por 2-0, com golos de Tiago Costa e Nelsinho, em jogo da 7.ª jornada.

Apesar do ímpeto inicial, quando conseguiu acercar-se da baliza do Estoril com relativo perigo, o D. Aves foi batido, aos 15’, num cabeceamento do médio Tiago Costa, após um pontapé de canto.

Com o técnico Vinicius Eutrópio de regresso ao banco, após castigo, os anfitriões podiam, dois minutos depois, ter dilatado a vantagem, não fosse a boa intervenção do guarda-redes Hélder Godinho, em resposta a um remate acrobático de Paulo Sérgio.

O reaparecimento sonolento do Estoril, na segunda parte, contrastava com a postura inconformada, mas desacertada, dos avenses, com Luisinho a tentar, aos 50’ e 87’, visar de longe a baliza do Estoril, sem sucesso.

Em contra-ataque, Nelsinho sentenciou, aos 89’, o jogo para os canarinhos, concluindo uma jogada iniciada por João Coimbra e conduzida por Jefferson.

Com este triunfo, o Estoril aumentou para seis os jogos consecutivos sem perder e isolou-se provisoriamente no 2.º lugar, com 12 pontos, a apenas 2 do líder Gil Vicente, que recebe no domingo o Sporting da Covilhã.

Jogo no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril

Estoril: Cléber, Anderson Luís, Luiz Alberto, Lameirão, Jefferson, João Coimbra, Luciano Bebé (Nelsinho, 81), Vinicius Reche, Tiago Costa (Steven Vitória, 68), Alex Afonso e Paulo Sérgio (Tony Taylor, 67)

D. Aves: Hélder Godinho, Marco Airosa (Leandro, 71), Tiago Valente, João Pedro, Vítor Vinha, Grosso, Júlio César, Lourenço (Pedro Pereira, 62), Luisinho, Vasco Matos (Eder Diego, 62) e Tozé Marreco

Árbitro: Luís Catita (Évora)

Ação disciplinar: cartão amarelo para Júlio César (76), João Coimbra (81) e Tony Taylor (83)

Assistência: cerca de 500 espectadores.

Fonte: Record, Estoril 2-0 Aves

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Integra convocatória para ida ao Estoril

O lateral-esquerdo Nelson regressou esta sexta-feira aos convocados do Desportivo das Aves, para a deslocação ao terreno do Estoril, sábado, da sétima jornada da Liga de Honra.

A entrada do defesa coincide com a ausência do avançado Rabiola, melhor marcador do campeonato com 4 golos, que está suspenso por ter sido expulso por acumulação de cartões amarelos na última ronda, na receção ao Fátima.

Para o lugar do ponta de lança emprestado pelo FC Porto, o treinador, Vítor Oliveira, voltou a chamar o defesa esquerdo Nélson, que deve, contudo, sentar-se no banco de suplentes.

Lesionados continuam Pedro Cervantes, Marco Cláudio, Sérgio Carvalho e Xano.

O Desportivo das Aves é 8.º, com 8 pontos, enquanto o Estoril ocupa a 3.ª posição, com 9.

O jogo tem lugar no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril, às 15:30 de sábado, e será arbitrado por Luís Catita, de Évora.

Lista dos 18 convocados:

Guarda-redes: Hélder Godinho e Rui Faria.

Defesas: Tiago Valente, Vítor Vinha, Gonçalo, João Pedro, Marco Airosa, Leandro, Nelson.

Médios: Grosso, Lourenço, Pedro Pereira, der Diego, Júlio César, Luisinho.

Avançados: Tozé Marreco, Vasco Matos, Fary

Fonte: Record, Nelson volta a ser chamado

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Candidato à subida fugiu do pesadelo

Num dia feriado, as duas equipas trabalharam pouco, proporcionando um espectáculo com escassos motivos de interesse para além dos dois golos, conseguidos no início e no fim do encontro.

O Aves marcou cedo, aos 9', na sequência de um penálti a punir carga de Luisinho sobre Neto. Carlos Xistra não teve dúvidas em assinalar grande penalidade, que Lourenço converteu.

O golo foi algo prematuro e fez adormecer a equipa da casa, tendo os visitantes mostrado mais empenho até ao intervalo, mas, no cômputo geral, o espectáculo foi mau.

Só à passagem dos 35', o jogo despertou um pouco, com Pedro Pereira, num remate forte de fora da área, a obrigar Leão a uma grande defesa. E, no minuto seguinte, Tozé Marreco falhou o segundo golo, em posição privilegiada. O Aves parecia querer despertar, mas ficou-se por aí até ao descanso. Do lado oposto, o Fátima era uma equipa desequilibrada, em termos atacantes, com Rui Baião nas costas de Mauro, mas sem ninguém na direita do ataque. Diamantino tentou rectificar, ainda na primeira metade, com a entrada de Moreira, mas a alteração não deu frutos.

No segundo tempo manteve-se o futebol incaracterístico de ambos os conjuntos e só se voltaram a registar movimentações dignas de registo nos derradeiros cinco minutos. Aos 85, Tiago Valente, de cabeça, podia ter marcado, e, um minuto depois, Rabiola elevou a contagem. A sua alegria foi tal que acabou por resultar numa expulsão infantil: tirou a camisola para festejar e viu o segundo amarelo.


Aves 2 Fátima 0

Estádio do CD das Aves

Árbitro Carlos Xistra (AF Castelo Branco)

-

AVES
Hélder Godinho

Marco Airosa

Tiago Valente

João Pedro

Vítor Vinha

Júlio César

Vasco Matos a 64'

Lourenço

Pedro Pereira a 64'

Luisinho

Tozé Marreco a 90+3'

Treinador Vítor Oliveira

Rui Faria

Grosso d 64'

Gonçalo

Leandro

Rabiola d 64'

Fary d 90+3'

Eder Diego

-

Golos 9' Lourenço g.p. 86' Rabiola

amarelos 22' Marco Airosa, 69' Tiago Valente, 76' Lourenço, 77' e 86' Rabiola,

vermelho 86' Rabiola

Vítor Oliveira, treinador do Aves
"Três pontos estóicos"

No final do jogo, Vítor Oliveira mostrou-se mais satisfeito com o resultado do que com a exibição. "Foi uma vitória importantíssima para sairmos da posição em que estávamos e que não era condizente com o que o Aves pretende. Conseguimos os três pontos de forma estóica". O técnico também elogiou o adversário: "O Fátima colocou-nos algumas dificuldades."

Fonte: Record, Candidato à subida fugiu do pesadelo

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Vítor Oliveira: «Vitória importantíssima»

O treinador do Desportivo das Aves classificou esta segunda-feira de "importantíssima" a vitória sobre o Fátima (2-0), na 6.ª jornada da Liga Orangina, que permitiu fugir dos últimos lugares e ascender à 8.ª posição.

"Foi uma vitória importantíssima para sairmos da posição em que estávamos e que não era nada condizente com o que o Aves pretende. Foi justa, mas extremamente difícil, porque do outro lado esteve uma equipa que vendeu cara a derrota e nunca virou a cara à luta", analisou Vítor Oliveira.

O técnico admitiu que o jogo "foi sofrido e não muito bem conseguido em termos de qualidade".

"Entramos algo nervosos pela necessidade de ganhar e pela pressão alta do Fátima, mas as vitórias também se fazem disso e os meus jogadores estão de parabéns", concluiu.

Fonte: Record, Vítor Oliveira: «Vitória importantíssima»

Tozé Marreco salta para o onze

A estreia de Fary é a novidade nos convocados de Vítor Oliveira para o jogo com o Fátima. Desde que chegou à Vila das Aves o avançado ainda não havia sido chamado. Já no que diz respeito ao onze, destaque para Tozé Marreco, que depois de ter marcado 3 golos ao Portimonense ganhou um lugar no onze e vai atirar Rabiola para o banco.

Já no Fátima, Kata e Leandro Pimenta falham o desafio, ambos com problemas musculares. Fora do encontro estão, também, André Carvalhas e Veríssimo, igualmente por lesão.

De referir, ainda, o regresso de João Pereira aos escolhidos do treinador Diamantino Miranda. O atleta regressa após longo período de ausência, devido a lesão.

Fary pela primeira vez

A recepção do Aves ao Fátima marca a estreia de Fary nas convocatórias. O avançado, que festeja 36 anos no próximo mês, foi, assim, chamado pela primeira vez por Vítor Oliveira, mas tudo indica que comece o jogo sentado no banco. Aliás, para o eixo do ataque, o técnico vai ter de escolher entre Rabiola e Tozé Marreco, sendo que o segundo se apresenta motivado pelos três golos marcados ao Portimonense no último jogo da Bwin Cup. De fora das opções continuam os lesionados Pedro Cervantes, Marco Cláudio, Sérgio Carvalho e Xano.

O Fátima, que ainda não venceu fora de casa, desloca-se à Vila das Aves sem Veríssimo, castigado, que será substituído por João Pereira.


Equipas prováveis

>> Estádio do CD das Aves

>> Árbitro Carlos Xistra (AF Castelo Branco)

-

Aves

Hélder Godinho; Marco Airosa, Gonçalo, João Pedro e Vítor Vinha; Júlio César, Éder Diego e Lourenço; Pedro Pereira, Tozé Marreco e Vasco Matos

Outros convocados: Rui Faria, Tiago Valente, Leandro, Grosso, Luisinho, Rabiola e Fary

Treinador Vítor Oliveira


Fátima

Filipe Leão; Bruno Mestre, João Pereira, Pina e Mário Rui; Jorge Neves, Edson, Varela e Moreira; Yartey e Mauro Bastos

Outros convocados: Hugo Pinheiro, Abel Pereira, Neto, Coelho, Rui Baião, Evandro e Nuno Sousa

Treinador diamantino miranda